sábado, 23 de junho de 2012

Cientistas ucranianos pedem a criação do Dia de Ação de Graças - por Leiliane Roberta Lopes


Se em muitos países do mundo a Ciência e a Religião se confrontam, na Ucrânia elas se unem. Cientistas ucranianos pediram para que o presidente, Viktor Yanukovych, institua o Dia de Ação de Graças.
A ideia é fazer com que a população fortaleza seus laços familiares e que eles se reaproximem de Deus. Os cientistas acreditam que a juventude será melhor beneficiada com essa medida.
“Os jovens são testemunhas do aumento da fraude, da corrupção e da violência no cotidiano. Alcoolismo, drogas, prostituição e crime existem até mesmo entre as crianças,” diz o apelo entregue ao presidente.
Outra preocupação dos cientistas é com a família, que é a base da sociedade. “O significado social da moralidade está distorcido. A imoralidade está à solta e chega às pessoas facilmente pela mídia impressa, televisão e internet, que promovem violência, pornografia e crueldade”.
A preocupação desse grupo formado por membros da Academia Nacional de Ciências da Ucrânia é com a autodestruição do ser humano. “Se a humanidade não parar com essa dissolução dela mesma, de violar as leis físicas e espirituais de Deus, está determinando sua autodestruição”.
Para evitar esse trágico fim eles indicam o renascimento espiritual baseado na fé cristã, pois para eles o cristianismo é a religião ideal por “professar o amor ao invés do ódio, o perdão no lugar da vingança” o que para eles nenhuma outra crença faz.
O Dia de Ação de Graça seria uma festa nacional dedicada para a oração, jejum e reconciliação, segundo o pedido feito por esses cientistas. “Podemos unir o povo, as autoridades e os pregadores para repelir pecados do passado, como o ateísmo e o antissemitismo”.

Um comentário:

Anônimo disse...

Bela nota, Elton. Gostei muito! Edison Minami