segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Estado Islâmico recruta crianças


O grupo Estado Islâmico está a recrutar rapazes para o seu exército jihadista.

Estes “Filhos do Califado” têm entre 5 e 15 anos, recebem aulas de religião e são treinados para se tornarem na nova geração de combatentes jihadistas. Sobretudo ensinam-nos a obedecer ou a morrer. Alguns conseguem fugir e contam histórias dramáticas de como é a vida nos campos de treino do grupo Estado Islâmico.

“Eles ensinaram-nos a cortar gargantas e como nos fazermos explodir. Colocamos a mão na testa, levantamos a cabeça para cima, colocamos a faca no pescoço e abatemo-los. Quanto àquela coisa amarrada na cintura, dizem-nos para puxar uma peça de metal, branca, que detona de imediato. Também nos ensinaram a puxar o anel na parte superior de uma granada e a atirá-la, imediatamente, senão explode connosco”, conta Raghib al-Yas Ahmed, de 14 anos.

De acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, pelo menos quatro centenas de crianças estão nos campos de treino do grupo Estado IslâmicoOs “Filhos do Califado” são sujeitos a uma autêntica lavagem cerebral, como conta Raghib. 

“Qualquer um que complete a formação no campo é enviado para um segundo campo para obter um treino mais rigoroso antes de ser enviado para lutar em Kobani. Eles dizem-nos que vamos lutar contra os Yazidis, matá-los, porque eles são infiéis e se morrermos vamos para o céu enquanto eles vão para o inferno.”

O grupo Estado Islâmico publicou, na Internet, vídeos onde jovens, com menos de 15 anos, aparecem de uniforme, a terem aulas de religião e a manipularem armas de fogo. Um dos visados é Hamada Shihab Ahmed, de 10 anos. 

“Somos mais de 80 crianças Yazidis no acampamento, além das crianças muçulmanas. Crianças de 5, 6 anos de idade até aos 15 anos. O meu primo, que tem 15 anos, continua lá. Treinamos de manhã à noite no Instituto Farouq para Crianças e as nossas fotos e vídeos foram publicados numa página do Facebook. Ensinam-nos religião e quem não aprender é punido. Os castigos incluem espancamentos e ficar horas ao sol. Acordam-nos às 4 horas da manhã para rezar, vigiam-nos e punem aqueles que não conseguem acordar. A comida era muito escassa. Comemos uma refeição por dia”, recorda.


As crianças tornaram-se numa arma importante na propaganda do grupo Estado Islâmico. De acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos pelo menos 120 adultos aderiram ao exército jihadista entre 1 de Janeiro e 23 de Março, de 2015.




Documentário espanhol “Terra de Maria” será exibido no Cinemark Novo Shopping



A produção será exibida nos dias 12 (segunda-feira), 14 (quarta-feira) e 17 (sábado), às 14h, 19h30 e 17h, respectivamente.

O documentário espanhol “Terra de Maria”, relato de ficção, estilo triller, que se mistura com depoimentos reais, estreia, em Outubro, na rede Cinemark. Em Ribeirão Preto, o filme estará em cartaz no Novo Shopping. A produção será exibida nos dias 12 (segunda-feira), 14 (quarta-feira) e 17 (sábado), às 14h, 19h30 e 17h, respectivamente. De acordo com a procura, o longa poderá ficar por mais tempo em cartaz.

Lançado em 23 países, “Terra de Maria” ficou por mais de sete meses em cartaz na Espanha, superando títulos como o infantil “Frozen”. O mesmo sucesso de bilheteria se repetiu no Paraguai, no México e na Polônia. A produção teve captações em 10 nações e tenta fazer com que o espectador possa rir, se emocionar mas também pensar e refletir.

Na aventura, um agente secreto fará investigações percorrendo diferentes países para revelar um mistério: o que está acontecendo no mundo que provoca as aparições de Maria na Terra? O que faz com que pessoas do século 21 acreditem que Jesus existe e que podem falar com Ele? O que aconteceria se a história de que Maria e Jesus existem... não fosse um conto de fadas? O filme conta ainda com carta de recomendação da Conferência Episcopal do Chile.

Transformação pela fé

Responsável pela idealização e realização do documentário: “Terra de Maria”, a produtora espanhola Infinito Mas Uno utiliza plataformas de divulgação massiva e abrangente, internet, televisão e cinema, para difundir as transformações que a fé e a religião podem causar na vida do homem. Outro diferencial está na escolha das cidades onde as produções serão exibidas: os espectadores demonstram interesse pelos canais de comunicação, no Brasil, hoje, já são 26 municípios confirmados, atendendo aos pedidos das redes sociais.

Até o momento, mais de 240 mil pessoas já foram alcançadas pela Infinito Mas Uno no Facebook, com o registro de 11 mil interações. Outros longas-metragens e séries com a temática espiritual, que tiveram grandes bilheterias em países europeus, também estão na lista de produções e podem ser assistidas na íntegra pelo portal: www.infinitomasuno.org.

Serviço: 
“Terra de Maria”

Classificação: 
livre.

Quando: 
12, 14 e 17 de outubro

Onde: 
Cinemark Novo Shopping

Endereço: 
avenida Presidente Kennedy, 1.500 – Ribeirânia

Informações: 







Dia da Padroeira terá celebrações em Adamantina


Programação conta com missas, reza do terço e procissão. No trevo, não há programação oficial.

O feriado de segunda-feira, 12, Dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, será marcado por diversas celebrações religiosas.Na Igreja Matriz de Nossa Senhora de Fátima, haverá missa em louvor à Padroeira às 7h da manhã de segunda-feira.

Ao meio dia haverá celebração do terço, na Capela Nossa Senhora Aparecida (Vila Jardim) e Capela São Francisco de Assis (Jardim Adamantina). E no final do dia, às 18h, haverá missa na Capela Nossa Senhora Aparecida, saindo em procissão, logo em seguida, até a Igreja Matriz de Santo Antônio.

Visitas à imagem da Padroeira no Trevo de Adamantina

Com a proximidade do Dia de Nossa Senhora Aparecida, é registrado um movimento maior de fiéis na imagem em homenagem à Santa, localizada no trevo de Adamantina, às margens da Rodovia SP-294. O local tem recebido muitos fiéis e devotos da Santa, que fazem suas orações pessoais e homenagens à Padroeira.


Não há nenhuma atividade oficial das duas Paróquias de Adamantina no monumento da Santa. Mas tradicionalmente o local recebe muitos visitantes no dia 12 de outubro, o que deve se repetir neste ano, caso não chova.




Círio de Nazaré leva 2 milhões de fiéis às ruas de Belém


Manifestações de fé, emoção e solidariedade transformaram a capital paraense neste domingo.

O Círio de Nazaré, maior procissão católica do país, reuniu mais de 2 milhões de pessoas em Belém (PA), de acordo com a organização do evento. A romaria ocorre todo segundo domingo de Outubro.

Durante as cinco horas de procissão, paraenses e devotos brasileiros e estrangeiros pagaram promessas e prestaram homenagens à Nossa Senhora de Nazaré, considerada padroeira do Pará e Rainha da Amazônia.

A imagem peregrina da santa partiu da Catedral de Belém, no Largo da Sé, às 6h30, após missa celebrada pelo Arcebispo metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira. 
O percurso, de 3,6 quilômetros, foi concluído por volta das 11h30, quando então a imagem chegou à Praça Santuário.

Cerca de 7 mil pessoas conduziram a corda que puxa a berlinda com a imagem de Nossa Senhora. Considerada um grande símbolo da festa, a corda tem 400 metros e é disputada centímetro a centímetro pelos fieis.

Muitos pagadores de promessas fizeram o percurso descalços ou de joelhos, como Jane Silva, 42 anos, que fez um agradecimento pela saúde da mãe e da filha, e, mesmo com os joelhos feridos, conseguiu cumprir o compromisso. “Minha mãe teve leucemia e, minha filha, epilepsia. Graças a Deus e Nossa senhora de Nazaré, elas estão curadas”, disse.

O colombiano Wilson Carbarra está no Pará pela primeira vez. A convite da noiva, a paraense Rita Casado, ele veio participar das festividades do Círio de Nazaré“Parece maravilhosa a procissão do Círio, é comparada com a Semana Santa na Colômbia”, disse.

Com os pés descalços, a paraense Albani Oliveira, 53 anos, carregava a maquete de uma casa na cabeça para agradecer a conquista da casa própria. 
“Eu consegui mudar de casa para uma casa maior, para dar mais conforto para a minha família. No Círio passado eu pedi que Nossa Senhora me desse essa graça. E eu ganhei”, contou.

Durante todo o percurso, pessoas ajudam os romeiros, estendendo caixas de papelão pelo caminho, para que eles conseguissem cumprir as promessas de joelhos. Além disso, milhares de voluntários da Força Estadual de Saúde e da Cruz Vermelha prestaram ajuda aos devotos que se sentiram mal durante a procissão.

Além de uma festa católica, o Círio de Nazaré é uma importante manifestação cultural paraense. Em dezembro de 2013, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reconheceu a festividade como Patrimônio Cultural e Imaterial da Humanidade.

As romarias oficiais do Círio são realizadas há 223 anos. A procissão principal chegou ao fim, mas outras seis romarias acontecem no próximo fim de semana. A concha acústica da Praça Santuário vai receber atrações até o dia 26 de outubro.

Almoço do Círio

Após a grande procissão, é tradição no Pará o almoço em família, com pratos típicos da região, como o pato no tucupi, o jambu, a maniçoba, o vatapá, o tacacá e o arroz paraense.

Na casa da economista Rita Casado, a preparação para a ceia do domingo do Círio começou com uma semana de antecedência. “É que para preparar a maniçoba, é preciso cozinhar as folhas da maniva [mandioca] por sete dias, para retirar da planta um ácido que é venenoso”, explicou.

Rita disse que a família sempre se reúne para o almoço no dia do Círio, mas este ano a data é ainda mais especial. “Pela primeira vez estou recebendo meu noivo, que é colombiano. Também tem um tio que mora há 45 anos em Miami e veio para cá. Outra tia de Porto Alegre também está aqui. É a tradição da família reunida”. 
De acordo com a Secretaria de Turismo do Estado do Pará, Belém recebeu cerca de 84 mil visitantes para as festividades do Círio 2015.

Recado aos fiéis

Por meio do Twitter, a presidenta Dilma Rousseff saudou os fiéis que participam do Círio de Nazaré e disse que é “sempre comovente” assistir à manifestação de fé e alegria dos milhões de brasileiros que acompanham a procissão em Belém.

“Meu abraço aos paraenses e turistas que enchem as ruas de Belém em uma das manifestações católicas mais fortes do mundo”, escreveu.