quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Confrontos com budistas deixa cinco muçulmanos mortos em Mianmar

Cinco muçulmanos morreram na terça-feira na região oeste de Mianmar em confrontos com budistas, informou nesta quarta-feira uma fonte policial.

"O balanço aumentou para cinco mortos, quatro homens e uma mulher. Eram todos muçulmanos da etnia kaman", precisou.

Uma fonte kaman da mesma região falou do mesmo número de mortes. Na véspera, uma idosa morreu nos confrontos entre budistas e muçulmaos na mesm região, onde várias casas foram incendiadas.

Os ataques às casas de muçulmanos começaram no fim de semana passado depois de um incidente entre um motorista budista e um muçulmano da minoria kaman, um dos grupos étnicos oficialmente reconhecidos pelo Estado birmanês.

O estado de Rakhine foi cenário, em 2012, de duas ondas de violência entre budistas da minoria étnica rakhine e muçulmanos da minoria apátrida dos Rohingyas, que causaram mais de 200 mortos e 140.000 deslocados.

Os muçulmanos costumam ser alvo da violência, avivada por campanhas de monges budistas radicais. Mianmar é um país de maioria budista com 4% da população muçulmana.




Nenhum comentário: