segunda-feira, 7 de outubro de 2013

E o mundo judaico se despede de um dos maiores líderes do último século...

Faleceu hoje cedo em Israel, o Grande Sábio e Rabino Ovadia Yosef.

O Rabino Ovadia Yosef nasceu em Bagdá no ano de 1920. Quando tinha quatro anos, sua família imigrou para Israel e se estabeleceram em Jerusalém. Aos 12 anos começou seus estudos judaicos na Yeshiva Porat Yosef, na Cidade Velha de Jerusalém, e se revelou um garoto pródigo.

Com apenas 20, se tornou Rabino e começou a servir como juiz no tribunal da comunidade Sefaradita de Jerusalém. Naquele ano, se casou com Margalit, da comunidade de Aleppo, e começou a se expor mais às idéias sionistas.

De 1947 à 1950 atuou como Rabino Chefe do Egito. Após seu regresso a Israel foi apontado como juiz do Tribunal da cidade de Petach Tikva e fundou um Centro de Estudos para estudantes Sefaraditas exemplares. Em 1965 foi nomeado para a Suprema Corte Rabínica. Já em 1968 foi nomeado Rabino-Chefe Sefardita de Tel Aviv e logo em 1972, O Rabino Yosef, foi eleito Rabino-Chefe Sefaradita de Israel, posição que ocupou até 1983.

Após este período o Rabino entrou para o mundo político e, atuou como líder espiritual do partido Shas, fundado para as eleições de 1984, até seus últimos dias de vida.

Conhecido por comentários duros e polêmicos, O Rabino Ovadia Yosef liderou a comunidade Sefaradita em Israel e a inseriu de forma relevante na sociedade israelense, que era basicamente dominada pelos judeus Ashkenazitas, provenientes da Europa. Contudo era respeitado e reverenciado por judeus do mundo todo e de todas as linhas judaicas.

Entre outras coisas, o Rabino Ovadia Yosef, foi o mentor de decisões importantes como, a permissão para as mulheres de soldados desaparecidos na Guerra de Yom Kipur se casarem novamente (Agunot) e determinou que os judeus etíopes são de fato judeus, além de uma série de decisões que diminui a diferenças entre homens e mulheres, assim como nas leis de 'recato' das mulheres.

O Presidente de Israel, Shimon Peres, que o visitou mais cedo nesta manhã, o beijou na mão e disse: "Eu o amo, e tenho um carinho muito grande por ele"!

O Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu disse: "Ele era cheio de amor pela Torá e pelo Povo de Israel". "Aprecio muito a sua personalidade calorosa e seu caminho honesto. Sempre aprendia algo quando me encontrava com ele. O povo judeu perdeu um dos sábios da geração"!

Seu enterro contou com cerca de 700.000 pessoas em Jerusalém...

Que sua lembrança seja abençoada e D'us possa nos enviar conforto pois, perdemos hoje um dos grandes sábios da nossa geração!E o mundo judaico se despede de um dos maiores líderes do último século...

Faleceu hoje cedo em Israel, o Grande Sábio e Rabino Ovadia Yosef.

O Rabino Ovadia Yosef nasceu em Bagdá no ano de 1920. Quando tinha quatro anos, sua família imigrou para Israel e se estabeleceram em Jerusalém. Aos 12 anos começou seus estudos judaicos na Yeshiva Porat Yosef, na Cidade Velha de Jerusalém, e se revelou um garoto pródigo.

Com apenas 20, se tornou Rabino e começou a servir como juiz no tribunal da comunidade Sefaradita de Jerusalém. Naquele ano, se casou com Margalit, da comunidade de Aleppo, e começou a se expor mais às idéias sionistas.

De 1947 à 1950 atuou como Rabino Chefe do Egito. Após seu regresso a Israel foi apontado como juiz do Tribunal da cidade de Petach Tikva e fundou um Centro de Estudos para estudantes Sefaraditas exemplares. Em 1965 foi nomeado para a Suprema Corte Rabínica. Já em 1968 foi nomeado Rabino-Chefe Sefardita de Tel Aviv e logo em 1972, O Rabino Yosef, foi eleito Rabino-Chefe Sefaradita de Israel, posição que ocupou até 1983.

Após este período o Rabino entrou para o mundo político e, atuou como líder espiritual do partido Shas, fundado para as eleições de 1984, até seus últimos dias de vida.

Conhecido por comentários duros e polêmicos, O Rabino Ovadia Yosef liderou a comunidade Sefaradita em Israel e a inseriu de forma relevante na sociedade israelense, que era basicamente dominada pelos judeus Ashkenazitas, provenientes da Europa. Contudo era respeitado e reverenciado por judeus do mundo todo e de todas as linhas judaicas.

Entre outras coisas, o Rabino Ovadia Yosef, foi o mentor de decisões importantes como, a permissão para as mulheres de soldados desaparecidos na Guerra de Yom Kipur se casarem novamente (Agunot) e determinou que os judeus etíopes são de fato judeus, além de uma série de decisões que diminui a diferenças entre homens e mulheres, assim como nas leis de 'recato' das mulheres.

O Presidente de Israel, Shimon Peres, que o visitou mais cedo nesta manhã, o beijou na mão e disse: "Eu o amo, e tenho um carinho muito grande por ele"!

O Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu disse: "Ele era cheio de amor pela Torá e pelo Povo de Israel". "Aprecio muito a sua personalidade calorosa e seu caminho honesto. Sempre aprendia algo quando me encontrava com ele. O povo judeu perdeu um dos sábios da geração"!

Seu enterro contou com cerca de 700.000 pessoas em Jerusalém...

Que sua lembrança seja abençoada e D'us possa nos enviar conforto pois, perdemos hoje um dos grandes sábios da nossa geração!



Nenhum comentário: