terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Igreja é condenada a pagar mais de R$ 200 mil em indenização por indicar pedófilo para trabalhar em creche - Por Dan Martins

A justiça norte-americana condenou recentemente a igreja Church on the Hill a pagar uma indenização de 100 mil dólares (equivalente a mais de 236 mil reais) por causa do comportamento de um empregado que indicou para uma creche.

Segundo o The Christian Post, o jovem Keith Woodhouse, de 27 anos, indicado pela igreja para trabalhar na creche, foi condenado por abusar de três meninas da instituição infantil. Por isso, representantes da creche decidiram processar a Church on the Hill, alegando que a igreja conhecia o passado suspeito do empregado, visto que o rapaz já havia sido demitido três vezes pela congregação, por comportamento inadequado com os jovens.

“A igreja era a única parte envolvida no caso que sabia da existência de um pedófilo entre eles e não fez nada a respeito disso. É como enviar um lobo para atacar diretamente a uma ovelha”, afirmou Robert Allard, que representa as crianças da creche.

Em sua defesa, a igreja alegou que estava dando uma nova chance ao rapaz ao indicá-lo para trabalhar na creche, acreditando que ele havia se arrependido do que havia feito no passado.

A creche também foi responsabilizada pelos abusos cometidos pelo empregado, sobretudo por não ter conferido seus antecedentes. Porém, como já havia acertado um pagamento com os pais das crianças abusadas antes do julgamento, ficou isenta de uma indenização.


Condenado pelos assédios cometidos contra as três crianças, Woodhouse já está preso, e foi condenado a uma sentença de trinta anos de prisão.



Nenhum comentário: