domingo, 6 de abril de 2014

"Protestantismo e Ditadura Militar no Brasil"

O livro (Editora Reflexão) é o conteúdo da dissertação Mestrado de Daniel Augusto Schmidt, defendida na Universidade Metodista de São Paulo, e trata do que motivou a relação entre os púlpitos evangélicos e os porões do regime militar. 

O autor procura identificar o que motivou a sombria relação entre os púlpitos evangélicos e os porões do regime militar. 

A proposta do autor é que a defesa de uma tradição herdada dos missionários e assumida como o ethos do protestantismo nacional, o Pietismo, teve neste processo um importante papel. 

Foi ela a motivadora da adesão de setores deste grupo religioso ao sistema instalado pelos militares em 1º de Abril de 1964. E também das atitudes de perseguição àqueles grupos que desejavam uma igreja mais encarnada na realidade social do país. Perseguição que começou nos púlpitos e terminou nos órgãos de repressão política do regime.






Nenhum comentário: