terça-feira, 17 de junho de 2014

Mulher recebe “Nobel da Teologia” pela primeira vez

Biblista francesa Anne-Marie Pelletier distinguida na quarta edição do Prémio Ratzinger. Um especialista em diálogo com o Judaísmo é o outro premiado.  


O Vaticano revelou esta terça-feira que a quarta edição do Prémio Ratzinger, considerado o “Nobel” da Teologia, vai distinguir este ano pela primeira vez uma mulher, a biblista francesa Anne-Marie Pelletier.

O anúncio foi feito em conferência de imprensa pelo cardeal Camillo Ruini, presidente do comité científico da Fundação do Vaticano ‘Joseph Ratzinger-Bento XVI’. 

“A professora Pelletier é uma personalidade de forte relevo no catolicismo francês contemporâneo, que une a um prestigiado mérito científico e a uma grande e versátil vivacidade cultural uma verdadeira dedicação a causas muito importantes pelo testemunho cristão na sociedade”, justificou o cardeal Ruini.

Anne-Marie Pelletier, especialista em hermenêutica e exegese bíblica, também se dedicou ao estudo da “questão da mulher no cristianismo e na Igreja”. O prémio vai ser entregue a 22 de Novembro e distingue ainda o padre Waldemar Chrostowski, biblista e promotor do diálogo católico-judaico.

O sacerdote, primeiro polaco a receber esta distinção, foi apresentado como uma pessoa que “une ao rigor científico a paixão pela Palavra de Deus, o serviço à Igreja e a solicitude pelo diálogo inter-religioso”. O Prémio Ratzinger tem como objectivo chamar a atenção da opinião pública sobre os temas teológicos.




Nenhum comentário: