quarta-feira, 30 de julho de 2014

Comício de Pimentel e Dilma em Montes Claros acontecerá depois da missa – Por Luiz Ribeiro

Na disputa pela atenção dos cidadãos, a vitória ficou com a religião, amparada pela norma que impede a realização de evento político próximo de igrejas nos horários de missas.

Líderes do PT e da coordenação da campanha de Dilma Rousseff esbarraram na tradição religiosa e na lei eleitoral ao organizar o comício que a presidente e candidata à reeleição fará em Montes Claros, na sexta-feira, em companhia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do candidato a governador Fernando Pimentel. 

Na disputa pela atenção dos cidadãos, a vitória ficou com a religião, amparada pela norma que impede a realização de evento político próximo de igrejas nos horários de missas. Um carro de som anuncia “concentração” na Praça Pio XII, em frente à Catedral de Nossa Senhora Aparecida, no Centro da cidade, a partir das 17 horas, com o comício devendo começar por volta das 19 horas. Às 18h30, entretanto, há missa na Catedral. 

Na tentativa de resolver o impasse, ontem de manhã, um representante da organização do comício petista foi à igreja pedir a mudança do horário da celebração. A resposta foi negativa. 

Segundo o vereador Eduardo Madureira (PT), “para não atrapalhar a missa”, os militantes farão a concentração na praça, “mas o som só será ligado às 19h30, quando terminar a celebração”.

O ato público, que servirá para o lançamento da candidatura ao Senado do empresário Josué Gomes da Silva (PMDB), marcará  a primeira atividade de Dilma em Minas Gerais na atual campanha. Segundo a coordenação do evento petista, Lula chega a Montes Claros às 14 horas. Às 16 horas, o ex-presidente e Pimentel participam de um encontro com prefeitos no auditório do Hotel Dimas Lessa. 

“A nossa intenção é que a reunião conte com os prefeitos de toda a região do semiárido mineiro”, disse Madureira. Dilma deverá chegar à cidade às 18 horas. Ela seguirá direto para o ato público na Praça da Catedral.




Nenhum comentário: