domingo, 28 de dezembro de 2014

Escola Mater Ecclesiae: 50 anos - Por Orani Tempesta

A Escola Mater Ecclesiae da Arquidiocese do Rio de Janeiro celebra neste ano o seu jubileu de ouro de fundação. 

A escola de formação teológica foi criada em 1964 na gestão de meu antecessor, D. Jaime de Barros Câmara, e continuada pelos demais arcebispos que o sucederam. Ela nasceu como um trabalho do Regional Leste 1, da CNBB, à época, mas hoje está sob a responsabilidade de nossa arquidiocese.

Foi durante o Congresso Catequético realizado em 1964 e promovido pela CNBB, que surgiu a ideia da criação de uma escola de nível médio para a formação de professores de religião nos Estados da Guanabara e do Rio de Janeiro

Assim, no ano seguinte, estava formada e inaugurada a “Mater Eclesiae”, cujo título tem a finalidade de homenagear a Virgem Maria, que passava então a ser também invocada como Virgem Maria Mãe da Igreja. 

Durante muitos anos a escola foi dirigida por Dom Estevão Bettencourt, OSB, que contribuiu significativamente para o aumento dos núcleos da Escola. Nos dias de hoje são 36 núcleos espalhados pela região metropolitana do Rio de Janeiro, além de escolas associadas em outras Dioceses do Brasil e do Curso por Correspondência. 

Atualmente, as Escolas de Fé e Catequese “Mater Ecclesiae” e “Luz e Vida” da Arquidiocese do Rio de Janeiro estão sob a direção do bispo auxiliar, Dom Luiz Henrique da Silva Brito, e tem como Vice-diretor o Pe. Fábio da Silveira Siqueira. 

O escritório central tem sede no Edifício João Paulo II, sede da Arquidiocese do Rio de Janeiro, onde funciona também a difusão dos Cursos por Correspondência.

Ao longo desses 50 anos, milhares de alunos foram formados pelas escolas da fé. As aulas presenciais do Mater Ecclesiae e Luz e Vida contam com esses núcleos espalhados pela região metropolitana do Rio de Janeiro, o número de participantes nos núcleos varia de 20 a mais de 100 alunos. O Curso por Correspondência teve este ano cerca de 300 inscritos. 

Além do site próprio das Escolas, com as orientações para todos os cursos, estuda-se a possibilidade de ter uma interação ainda maior com a utilização da internet para tais cursos.

A Escola nasceu com o ardor do aprofundamento da fé à época da conclusão do Concílio Vaticano II, e diante da necessidade de oferecer uma formação teológica para leigos e professores de ensino religioso se expandiu, e hoje oferece três segmentos de formação: um curso por correspondência, um curso presencial e também os cursos: “Luz e Vida”, que atendem a catequistas e apresentam um conteúdo mais simplificado, visando a uma formação básica pedagógica. 

Os cursos por correspondência podem ser divididos em Sagrada Escritura (ou Bíblico), Teologia Dogmática e Moral, Liturgia e Sacramentos, História da Igreja, Patrologia, Doutrina Social da Igreja, Filosofia, Direito Canônico, Espiritualidade etc. Os livros estão sendo atualizados e quatro deles já foram relançados pela instituição e podem ser adquiridos na sede da Escola, a saber: Curso Bíblico, Iniciação Teológica, Teologia Fundamental e História da Igreja, todos chancelados pela Escola. Em continuidade, mais dois serão publicados.

A Escola Mater Ecclesiae está habilitada para a formação dos professores de ensino religioso nas escolas municipais e estaduais desde 2011, quando foi sancionada a Lei do Ensino Religioso no Estado. Um direito do povo, que conquistou o reconhecimento que “estado laico” não é um país ateu, mas sim aquele que respeita todas as religiões e não tem nenhuma oficial. Infelizmente, nem todos têm essa clareza e compreensão. 

Em sua estrutura, possui um corpo docente composto por padres, diáconos permanentes, religiosos, religiosas, seminaristas, leigas e leigos engajados em diversas pastorais e formados pelas principais instituições teológicas do Rio de Janeiro.

A Escola de Fé e Catequese Mater Ecclesiae sempre contou com o total apoio da Arquidiocese do Rio de Janeiro e de outros bispos diocesanos que se interessam em levar a experiência desta instituição para as suas dioceses. 

Dessa maneira, a proposta da Escola torna-se um foco de ampla irradiação da fé e da doutrina católica. Ela tem a grande preocupação de passar para o povo católico a doutrina da Igreja, de maneira que possa ser aprofundada e conhecida. 

Como sucessor de tão belos projetos, o nosso entusiasmo e votos de parabéns para este empreendimento, para que continue desempenhando essa bonita missão de formar bons cristãos.


* Orani João, Cardeal Tempesta, O.Cist. - Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ.




Nenhum comentário: