domingo, 3 de maio de 2015

Estado Islâmico executa 300 elementos de uma minoria religiosa


Elementos do grupo Estado Islâmico executaram cerca de 300 prisioneiros de etnia yazídi no distrito de Tal Afar, Iraque, noticia a BBC.


“É um crime hediondo. As mortes são horríveis e bárbaras”, afirmou o vice-presidente iraquiano, Osama al-Nujaifi. Os yazídis, cuja fé inclui elementos de várias religiões, são considerados infiéis por militantes do EI.



Nenhum comentário: