domingo, 3 de abril de 2016

A Matriarca das religiões de matriz africana, em Alagoas, fala sobre intolerância religiosa, na Assembleia Legislativa - Por Arísia Barros



Reconhecida como representante oficial das religiões de matriz africana,em Alagoas, Mãe Mirian, do terreiro Ile Ifé Omi Omo Possu Betá  é  uma das palestrantes da  Audiência Pública:

  “Eku abo – Tempos de Áfricas – sobre lutas, ativismo e resiliência do povo preto”

Que acontece no plenário da Assembleia Legislativa, na segunda-feira (04/04), às 15 h.
Segundo a Yalorixá a intolerância contra adept@s da religião de matriz africana tem criado muitas dificuldades, pois não há o respeito a liberdade do culto, em alguns lugares de Alagoas.

"É preciso respeitar todas as religiões, pois todas elas falam em nome de Deus", acrescenta.

No dia 21 de março, Mãe Mirian, foi uma das personalidades homenageadas pelo Curso de Serviço Social do Centro Universitário Tiradentes, UNIT, com a entrega do troféu: Guerreira de Alagoas que reconhece a dedicação e compromissos de múltiplas e diversas mulheres em Alagoas, em nome da construção de uma cidadania ampla.

Serviço:

Audiência Pública:
 “Eku abo – Tempos de Áfricas – sobre lutas, ativismo e resiliência do povo preto”

Dia: 
Segunda-feira,04 de abril

Horas:
15h00

Local: 
Plenário da Assembleia Legislativa-  Praça Dom Pedro II - Centro, Maceió - AL

Informações: 
98827-3656/3231-4201






Nenhum comentário: