quarta-feira, 10 de agosto de 2016

A Religiosidade brasileira e a filosofia


A religião e a filosofia têm uma longa história de amizade e de antagonismo mútuos. 

Uma história que podemos buscar muito antes do Cristianismo tornar-se a religião da maioria dos ocidentais.

Lembramos que é entre os séculos VI e o IV a. C., na Grécia, que vimos surgir um tipo de discurso, uma conversação pública, que passou a ser chamada de filosofia, da amizade dos sábios, da amizade pela sabedoria. 

Há de se sublinhar que tal discurso não estava plenamente desapegado da Religião da Cidade.

Porém, são os últimos dois mil anos, aproximadamente, que esta intricada relação se torna próxima e instigante para muitos de nós, de maneiras distintas daquelas dos gregos.



Nenhum comentário: