domingo, 5 de janeiro de 2014

Serviços ‘especializados’ têm vez no ‘cyberespaço’

Com a popularização da internet, a cada dia uma nova ferramenta surge para facilitar a vida do usuário. O ciberespaço quebrou as barreiras da distância, impulsionando a comunicação e transformações na cultura da sociedade. 

Diante disso, é comum ao navegar na rede encontrar sites que oferecem serviços inusitados, como por exemplo, um grupo de oração virtual. Há vários sites oferecendo estes serviços, basta uma pesquisa no Google para ter acesso a eles. 

A proposta deste tipo de site é facilitar a interação entre o internauta e a comunidade cristã. Logo, o usuário não precisa sair de casa e participar de uma missa ou culto religioso. A oração é feita através de um chat ao vivo via vídeo.

O internauta se conectará com usuários do mundo todo e, juntos, formam um corrente de oração. O site explica que aceita pessoas de todas as religiões: basta ter fé e acreditar no poder da oração. 

Gleyze Rocha, 30 anos, evangélica da Igreja de Deus no Brasil (IDB), conta que conhece o sistema, mas participa de um grupo no site da própria igreja. "De sites que não conheço não faço questão de participar. Não sei quem está do outro lado orando pelos demais", explica. 

Juliana Cristina, 25 anos, pensa diferente. Católica praticante, a jovem explica que os grupos de oração online não são novidade na comunidade jovem da paróquia que ela frequenta. 

"Temos conhecimento dos sites e acreditamos na força da oração, independente de como é feita", explica a jovem. Segundo ela, a oração é essencial para os cristãos e pode ser feita em qualquer lugar, basta apenas ter fé. 

Macumba Virtual

A proposta agora é outra. Já pensou em fazer um “trabalho” para alguém sem sair de casa? O trabalho no caso é a popular macumba. Sim, um site é capaz de oferecer o serviço online. Se vai dar certo? Só testando. Eles também podem ser encontrados através do Google. 

Em Cuiabá, o responsável pelo Centro Umbandista do Culto Amolokô de Lunda Kioko, Pai Tata Carlos, conta que teve conhecimento deste tipo de site, porém nunca acreditou na proposta. 

"Acredito que seja um site de sátira. É enganação como qualquer serviço espiritual oferecido na internet, seja de graça ou pago", conta. 
Segundo ele, é preciso manter um contato real para a realização de qualquer culto umbandista, pois o diagnóstico espiritual é levado em conta. 

"Precisamos estar em contato pleno com a pessoa, para saber por meio dos búzios o que se passa, o oráculo irá mostrar o melhor caminho para a pessoa, o melhor trabalho que poderá ser realizado", conta. 

Pai Carlos ri ao saber que em um destes sites já foram realizados 46.208 “trabalhos” com intuito de trazer a pessoa amada. "Essa história de trazer a pessoa amada em três dias é lorota", finaliza. 

Sem sair de casa, Já proposta do Instasham é fazer você “bombar” nas redes sociais com fotos de uma suposta viagem. No site você encontrará uma galeria de imagens de paisagens e situações do mundo inteiro. O slogan é "Se você não fizer, invente". 

Em outro, por exemplo, você pode fazer uma montagem da sua foto com um ponto turístico. Quem nunca teve vontade de tomar um café ao lado da Torre Eiffel, em Paris? Com o recurso você pode. 

Uma cartela de serviços pode ser encontrada online, como terapia, consultoria de moda e beleza, aulas de línguas e outros. Para o professor Mestre em Cultura Contemporânea, Rafael Marques, o surgimento desses serviços na internet se deve à extensão que o ciberespaço é do mundo real. 


"Nada mais normal do que as vivências cotidianas se reproduzam em tal espaço", explica o professor, defendendo que as práticas culturais ligadas ao consumo sempre foram de encontro ao público.



Nenhum comentário: