segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Budistas belgas elogiam legalização da eutanásia para menores

A principal associação budista da Bélgica comemorou nesta sexta-feira a extensão da área jurídica da eutanásia para menores de idade, considerando que esta poderia ser "a única opção sensata" em certos casos.

A União Budista Belga (UBB), que afirma representar cerca de 100.000 praticantes e simpatizantes da filosofia oriental na Bélgica, "comemora o voto (na quinta-feira dos deputados belgas) pela extensão da lei para menores de idade", indicou em um comunicado.

"O objetivo do budismo é olhar para o que é a fonte do sofrimento, para ir além", explicou o secretário-geral da organização, Koen Vermeulen.

"Se não há mais possibilidade de reduzir o sofrimento, em circunstâncias excepcionais, pode ser que a eutanásia seja a única opção sensata", acrescentou, enquanto representantes de outras religiões denunciam o texto que permite que menores que apresentem um quadro terminal optem pela eutanásia.

"Para alguns, a perspectiva de um renascimento também pode suavizar esta escolha", observa a União Budista.

"Portanto, a UBB apoia os pacientes jovens, suas famílias e cuidadores que, em uma situação desesperadora que envolva sofrimento insuportável, juntos decidam que a eutanásia é a única resposta humana", conclui o comunicado.

A UBB recebe subsídios públicos desde 2008, apesar de o Budismo não ser considerado na Bélgica uma religião ou uma corrente filosófica reconhecida, como o são o cristianismo, o judaísmo ou islamismo.




Nenhum comentário: