quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Jejuar ocasionalmente pode ser benéfico para a saúde

Um estudo científico recente realizado por uma universidade Norte Americana veio provar que jejuar ocasionalmente pode trazer mais benefícios para a saúde do que seguir uma dieta diária rigorosa. 

O estudo concluiu que este tipo de jejum permite controlar o peso, aumentar a resistência a certas doenças, travar o envelhecimento e reduzir a pressão arterial, permitindo ainda reduzir o risco de cancro da próstata, da mama e do cólon. Há quem pense que a esperança de vida de uma pessoa pode ser aumentada através de um regime de jejum que evite a malnutrição.

Só para se ter uma ideia, numa experiência curiosa realizada em minhocas, foi possível aumentar o tempo de vida deste animal através de jejuns sucessivos. O resultado foi o equivalente a manter uma pessoa viva durante mais de 600 anos.

Esta informação não é totalmente surpreendente se pensarmos que o jejum é uma prática tradicional em diversas religiões e regiões do mundo. 

Quem não se lembra de ouvir relatos sobre os frequentes períodos de jejum de Mahatma Gandhi, prática essa que este grande líder indiano observara durante a sua infância?

*Autoria da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, no Porto.

Contato:




Nenhum comentário: