terça-feira, 29 de abril de 2014

O Sagrado e o Profano: Sexo e Religião de Dag Øistein Endsjø

Masturbação, sexo oral, anal e inter-racial, pedofilia, estupro, incesto, prostituição, todos esses temas já foram expostos, no Ocidente, de diferentes formas, em tratados científicos, sociológicos, psicológicos e em manuais populares de conduta sexual. 

Nunca, porém, como o autor norueguês Dag Øistein Endsjø faz neste imprevisto Sexo e Religião. 

De capítulo em capítulo, numa leitura de tirar o fôlego, ele vai literalmente desnudando, de forma absurdamente clara e direta, temas, preconceitos e tabus, revelando o quanto uma prática sexual pode ser normal em uma religião e verdadeira aberração em outras.
A violência intraconjugal, abominável no Ocidente, pode ser normal entre muçulmanos ultraortodoxos. O que pode ser promíscuo em uma cultura pode significar virilidade em outra. 

Finalmente, o que numa religião é pecado, em outra pode ser até...virtude. Os exemplos são muitos, e demonstram o quanto é relativa a normalidade dentro dos preceitos de uma religião. 

Neste livro, que já foi traduzido para sete idiomas, Endsjø, um norueguês fascinado pela história da civilização, faz um estudo extenso e provocante a respeito da variedade de concepções religiosas sobre a sexualidade, nas culturas em todo o mundo.

Com foco principalmente nas grandes religiões, o Cristianismo, o Judaísmo, o Hinduísmo, o Islamismo e o Budismo, ele se debruça sobre os textos sagrados e registros históricos para desvendar a moral sexual de cada uma dessas cosmovisões. 

Detalhadamente, ele analisa as origens dessas religiões, seus dogmas, seus preconceitos e o discurso do sagrado e do profano, que determina o louvável e o condenável no caso da sexualidade, definindo o que seria o tipo de sexo certo e único digno aos olhos de Deus.

Cada capítulo explora um aspecto importante da sexualidade, visto sob a ótica plural das religiões. E vai além: depois de cuidar das religiões, por assim dizer grandes e antigas, ele aborda as seitas modernas, as religiões extintas e os ritos tribais. Discute a virgindade, o celibato, métodos contraceptivos, casamento e divórcio, bem como os chamados “tabus”: o incesto, o estupro e a prostituição.

Nesse contexto surge a discussão sobre temas que acendem especial polêmica nos dias de hoje e cuja abordagem também difere de religião para religião: a questão da homossexualidade, a masturbação, o sexo oral, anal e inter-racial, a pedofilia e outras práticas sexuais alternativas. 

O livro também discute a concepção de castas, raças e gênero. O que os textos sagrados realmente dizem sobre o papel da mulher e do homem? E sobre o relacionamento entre pessoas de raças e castas diferentes? Onde termina o direito individual do ser e começa o direito religioso?

Estudo vasto e esclarecedor, o livro de Endsjø é bastante imparcial, donde se torna, por isso mesmo, impactante, pois em nenhum momento se autocensura. O leitor certamente se surpreenderá com grande parte de seu conteúdo, que pouco figura entre as discussões religiosas tradicionais.

Sobre o autor


Dag Øistein Endsjø nasceu na Noruega. É pesquisador e professor de estudos religiosos da Universidade de Bergen. Especialista na relação entre religião e sexualidade, seu livro Sexo e Religião foi traduzido para sete idiomas. É autor de mais seis livros sobre religião.


Dados Técnicos:

Sexo e Religião
Subtítulo: Do baile de virgens ao sexo sagrado homossexual
Título Original: Sex og Religion — Fra jomfruball til hellig homosex
Autor: Dag Øistein Endjsø
Tradução: Leonardo Pinto Silva
Gênero: Ensaio
Acabamento: Brochura
Formato: 15,6×23 cm
Págs: 376
ISBN: 9788581302294
Selo: Geração
E-book
eISBN: 9788581302300




Nenhum comentário: