sábado, 6 de setembro de 2014

Assembleia de Deus se manterá afastada das eleições – Por Max Aguiar

Pastor Rubens Siro, da Comademat, criticou postura de candidatos e políticos.

Representando um universo de cerca de 150 mil fiéis, a Comademat (Convenção dos Ministros das Assembleias de Deus no Estado de Mato Grosso) decidiu se manter afastada do processo político-eleitoral em Mato Grosso, neste ano.

A entidade, que engloba duas mil igrejas evangélicas em todo o Estado, deliberou por não manifestar apoio a nenhum dos partidos políticos que disputam cargos nas eleições proporcionais e majoritárias. Motivo: o não cumprimento de promessas feitas no passado. 

"Eles fazem compromissos, mas depois somem. Muitos deles só pensam nas cifras e esquecem do social. A única coisa que eles fazem é não nos perseguir. Não perseguem, mas não ajudam também".

Para o vice-presidente da convenção, pastor Rubens Ciro de Souza, a grande maioria dos políticos só pensa em "proveito próprio" e esquece de cumprir as promessas feitas nos palanques. 

“Eles fazem compromissos, mas depois somem. Muitos deles só pensam nas cifras e esquecem do social. A única coisa que eles fazem é não nos perseguir. Não perseguem, mas não ajudam também”, afirmou o pastor. O líder evangélico ainda lembrou que, na maioria das vezes, candidatos já fazem campanha contando com a vitória antecipada. 

“Muitos só pensam no dinheiro que vão ganhar. Já fazem a campanha pensando no ovo da galinha. Às vezes, a galinha nem botou e ele já está pensando nas finanças, nas viagens e no status”.

As críticas de Rubens Ciro também vão ao governador Silval Barbosa

“O governador Silval não tem nos ajudados financeiramente. As vezes nos atende para falar sobre funcionalismo, mas o que foi prometido durante a campanha não é cumprido... Já estamos até desanimados com a política”, revelou.

De acordo com o pastor, todos os candidatos ao Governo do Estado e ao Senado já visitaram a maior sede da igreja Assembleia de Deus em Mato Grosso.

“Nós escolhemos ficar isentos porque já sofremos demais. O social é deixado de lado em tempos de administração, mas em tempo de campanha é muito lembrado. Queremos ação, e não promessas”, disse. 

Grande Templo

Atualmente, o pastor Rubens Siro de Souza está respondendo pela administração da Comademat porque o pastor Sebastião Rodriguez, que é o presidente, está se recuperando de uma cirurgia. 

Hoje, a convenção dos ministros administra duas mil igrejas no Estado e possui 150 mil membros. O Grande Templo, maior marco da igreja no Centro-Oeste, tem capacidade para 22,5 mil pessoas e estacionamento com mil vagas.

Há ainda uma escola com capacidade para 1.500 alunos, uma rádio e uma faculdade. Segundo o pastor, em reuniões ele ressalta a responsabilidade que é o voto.

“É importante que todos façam o uso do voto para termos um estado melhor. Mas do que adianta, se nós fazemos a nossa parte e quem está lá não nos ajuda", disse.





Nenhum comentário: