quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Escolas públicas receberão livros 'satanistas' de colorir

Medida serve para protestar contra distribuição de Bíblias em escolas públicas.

Há alguns meses, diversas escolas públicas americanas informaram que passariam a distribuir bíblias para as aulas de religião. No entanto, a decisão não agradou a todos. 

O Templo Satânico nos Estados Unidos, um grupo de pessoas que defendem a liberdade individual e o secularismo, foi contra a medida e decidiu protestar. O grupo anunciou que vai imprimir e distribuir um livro de colorir e de atividades com temas pagãos e satânicos aos alunos do condado.

Em um comunicado distribuído à imprensa, o grupo se pronunciou após a decisão do Conselho Escolar, informando que vai "seguir a regra e providenciar materiais satanistas aos alunos durante o novo ano letivo". 

O protesto começou depois que um grupo defensor da separação entre Igreja e Estado nos EUA foi proibido pelo conselho de distribuir panfletos sobre o tema. Porém, o mesmo órgão permitiu que um grupo cristão evangélico distribuísse bíblias nas escolas. 

No comunicado à imprensa, o porta-voz do templo satânico, Lucien Greaves, revelou que o grupo é contra qualquer formação religiosa no ambiente escolar. 

"Acreditamos que nossos valores constitucionais sejam melhores servidos ao respeitarmos uma forte separação entre Igreja e Estado. Porém, se um conselho de escolas públicas vai permitir que panfletos religiosos e Bíblias inteiras sejam distribuídas aos alunos, então achamos que a coisa mais responsável a fazer é garantir que esses alunos tenham acesso a uma variedade de opiniões religiosas diferentes, ao contrários de observar passivamente que uma crença domine o discurso e entregue propaganda à juventude", explicou ele. 

A cartilha desenvolvida pelo grupo, batizada de "Grande livro satânico de atividades para crianças" já tem um versão digital e traz atividades e brincadeiras conhecidas, como caça-palavras, o jogo das diferenças, ligue os pontos, desenhos para colorir e labirintos em papel. 

Entretanto, as brincadeiras apresentam imagens infantilizadas de Baphomet, o bode que representa o demônio, do cão Cérbero, guardião da entrada do inferno, e do pentagrama, a estrela de cinco pontas do paganismo. 

Voz às religiões marginalizadas 


Desde sua criação, o Templo Satânico tenta chamar a atenção para aspectos da vida pública que têm o envolvimento de diferentes grupos religiosos. Isto é, em Oklahoma, por exemplo, o grupo tenta construir uma estátua satanista com o objetivo de afrontar um monumento dedicado aos Dez Mandamentos do Cristianismo. 

"Nós preferimos que as políticas públicas respeitem o secularismo, mas acreditamos que oportunidades como essa, de estabelecer uma voz igual para constatar com opiniões religiosas na esfera pública, tendem a favorecer religiões alternativas, marginalizadas e menos convencidas", disse Greaves.

Além disso, ele diz que acredita que todas as crianças das escolas da Flórida já sabem sobre a religião cristã e sua bíblia, e essa iniciativa do grupo pode ser a primeira exposição que as crianças terão da prática do satanismo. 

"Acreditamos que muitos estudantes ficarão muito curiosos sobre o que temos a oferecer."

Nenhum comentário: