segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Chechenos saem às ruas em apoio de valores islâmicos


Mais de um milhão de pessoas saiu às ruas da capital da república de Chechênia, Grozny, para manifestar seu protesto contra as caricaturas do profeta Maomé.

Manifestantes carregaram cartazes com mensagens como: “Não a caricaturas do profeta Maomé” e “Islã é a religião do bem e da criatividade”, repetindo orações louvando o profeta.

O evento intitulado: “Amor ao profeta Maomé” foi organizado por líderes religiosos da república russa, levando centenas de milhares de pessoas das regiões do Norte do Cáucaso e de outras regiões russas à manifestação contra a publicação de caricaturas do profeta Maomé na capital da Chechênia, Grozny.

O presidente da república da Chechênia, Ramzan Kadyrov, escreveu em seu Instagram pedindo “a todos que apreciam a paz, a estabilidade, o consentimento, a espiritualidade e os sentimentos religiosos, para vir a Grozny e se juntar àqueles que irão afastar as tentativas de criar rivalidade entre as religiões e os povos do mundo”.

“Nós não devemos ir atrás de provocações. A violência não é uma saída, não é o nosso método de luta contra pessoas imorais. Nós devemos mostrar a nossa unidade e amor ao profeta. Esta é a melhor resposta”, escreveu Kadyrov.


A manifestação em defesa dos valores islâmicos contou com a participação de uma delegação do Conselho Muçulmano Russo.




Nenhum comentário: