terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Premiê condena violência religiosa após saques em igrejas na Índia



O primeiro-ministro indiano Narendra Modi prometeu atuar com firmeza contra os responsáveis pela violência religiosa e alertou contra a incitação ao ódio contra as minorias depois de vários ataques a igrejas em Nova Délhi.

O dirigente nacionalista hindu falou ante uma conferência organizada por grupos cristãos e prometeu defender a liberdade de culto e respeito a todas as religiões. 

"Condeno a violência contra qualquer religião. Atuaremos energicamente contra esse tipo de violência", assegurou, depois de ter sido muito criticado por não condenar atos de violência religiosa, em particular depois que cinco igrejas e uma escola católica da capital indiana foram saqueadas desde dezembro.


Várias organizações ligadas ao partido de Modi são acusadas de querer impor um programa político de defesa ao hinduísmo.



Nenhum comentário: