quinta-feira, 12 de março de 2015

Religiosos (Inglaterra) sofrem preconceito em locais de trabalho


Pesquisa britânica revela ainda que ateus e humanistas também são alvo de descriminação.

Uma consulta pública feita pela Comissão de Direitos Humanos e Igualdade da Inglaterra com 2.483 pessoas, a maioria delas cristã, revelou que aqueles que têm algum tipo de religião sofrem discriminação em seus locais de trabalho por conta de suas crenças.


A pesquisa mostrou que essas pessoas são taxadas de fanáticas por conta de suas posições sobre determinados assuntos, como, por exemplo, o relacionamento entre pessoas do mesmo sexo. 

Além de cristãos, muçulmanos e judeus, a consulta recebeu respostas de ateus e humanistas, que também confirmaram sofrer preconceito em locais de trabalho. 

O estudo fala ainda sobre o desrespeito à crença em outros ambientes, como escolas e hospitais.




Nenhum comentário: