segunda-feira, 25 de maio de 2015

Pesquisador ateu diz que principais religiões irão desaparecer num futuro próximo


“As religiões vão evaporar”. Essa é a previsão do professor e pesquisador Daniel C. Dennett, militante ateu que trabalha no Centro de Estudos Cognitivos da Universidade Tufts.

Ele publicou um artigo no The Wall Street Journal comentando a recente pesquisa do instituto Pew Research Center que constatou um aumento das pessoas que se dizem sem religião e uma queda no número total de cristãos nos Estados Unidos.

No artigo “Por que o futuro das religiões é sombrio” Dennett afirma que um a cada seis norte-americanos já se dizem sem religião, e que em 2050 essa proporção será de um para cada quatro.

“Igrejas estão sendo fechadas às centenas e suas instalações aproveitadas como habitação, escritório, restaurantes ou simplesmente abandonadas”, escreveu o pesquisador, usando dados como argumento.

Ele citou que ao longo dos últimos séculos os países desenvolvidos vêm atravessando uma mudança social com o enfraquecimento das religiões, e que esse fenômeno cresceu com o acesso à informação digital.

Em sua previsão, Dennett sugere que se mantida, a tendência é que as religiões ocidentais desapareçam, ficando restritas a áreas com presença maciça, o que poderá gerar conflitos.

“Os líderes de todas as religiões estão lutando para encontrar maneiras de manter suas instituições funcionais, e um dos temas emergentes das pesquisas que realizam é ​​que crenças devem ser enfatizadas [nas pregações] e que a lealdade e a comunidade devem ser fomentadas”, escreveu.


Dennett acredita que as religiões só poderiam contrariar suas previsões se houvesse um evento de proporções planetárias, como catástrofes naturais, guerras por água ou petróleo, ou talvez um colapso da internet. 

Esse cenário, de acordo com o pesquisador, mergulharia a população em medo e miséria, o que facilitaria a expansão do discurso religioso.



Nenhum comentário: