sexta-feira, 24 de julho de 2015

Livro "Museus da Igreja". A arte como forma de falar de Deus aos homens - Por Ana Lisboa


A obra apresenta as conclusões de um estudo feito por André das Neves Afonso, no âmbito do seu trabalho de mestrado em museologia.

Chama-se: "Museus da Igreja" e quer olhar para a dimensão pastoral destes espaços. André das Neves Afonso, autor do livro editado pelas Paulinas, defende que estes museus devem colaborar na missão da própria Igreja, falando de Deus aos Homens.  

A obra pretende "entender, fazer reflectir como é que a museologia e os museus da Igreja" podem "ser utilizados para conservar, estudar e comunicar o património da Igreja", diz. "Como é que se pode falar, de certa forma, de Deus aos homens, respeitando todas as confissões e convicções religiosas." 

André das Neves Afonso, mestre em museologia, centra-se nos 12 museus pertencentes à Diocese de Lisboa. Muitos deles não estavam sequer identificados e acabou por ser feita a inventariação do seu espólio.

"É importante que as dioceses tenham uma estratégia vocacionada para o património da Igreja, onde se inserem depois os museus", diz. Essa estratégia teria "enquadrada naquilo que é o programa pastoral de cada diocese". 

Para que todos estes espaços possam ser qualificados, André Afonso defende a necessidade da criação de uma Rede de Museus e Colecções Visitáveis do Patriarcado de Lisboa, à semelhança do que já existe na Diocese de Beja.

Esta rede "teria como missão coordenar, articular e promover a qualificação do tecido museológico do Patriarcado de Lisboa". No fundo, o que se procura é "tentar qualificar estes pequenos museus para que conservem e comuniquem melhor o património e desempenhem melhor uma missão pastoral que lhes é confiada". Esta proposta já foi enviada ao Patriarcado de Lisboa.






Nenhum comentário: