sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Grito dos Excluídos terá novo local de concentração neste ano em Aracaju




Evento é organizado por religiosos e movimentos sociais e sindicais. Novidade deste ano é a participação de membros de religiões afro.

Religiosos e representantes de movimentos sociais, sindicais e de juventude participaram de uma reunião nesta sexta-feira (28/08) para definir os detalhes da organização da 21ª edição do Grito dos Excluídos em Aracaju. 

A novidade deste ano é a participação de membros de religiões afrodescendentes como povos de terreiros. A manifestação popular será realizada no dia 7 de setembro após a solenidade oficial do Dia da Independência. O lema deste ano é: “Que país é esse, que mata gente, que a mídia mente e nos consome?”

O Comitê Estadual do Grito dos Excluídos se reúne semanalmente para discutir questões como a democratização dos meios de comunicação, atuação do Estado, extermínio da juventude, redução da idade penal, diálogo inter-religioso, políticas sociais e articulação entre movimentos populares.

A concentração da caminhada será às 8h de segunda-feira (07/09) na Praça Fausto Cardoso, em frente à sede do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), no Centro da capital sergipana.


"Normalmente a concentração era na Catedral Metropolitana, mas este ano os grupos acharam melhor em frente ao TJSE já como uma forma de protestar contra os órgãos de Justiça que não têm colaborado com a classe trabalhadora decretando greves ilegais, por exemplo", explica Paulo Victor Melo, da equipe de comunicação do Grito dos Excluídos.




Nenhum comentário: