sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Chat sobre sociologia aborda religião e traz dicas para o Enem

A disciplina de sociologia foi tema do último chat do Projeto Educação, transmitido nesta quinta-feira (24), pelo G1Pernambuco. 

O professor Fábio Medeiros deu suas dicas para quem se prepara para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e também abordou assuntos filosóficos.

A reportagem sobre sincretismo religioso, exibida em 15 de Outubro tratou dos africanos, que mantiveram seu culto no Brasil mesmo com a proibição da Coroa Portuguesa. 

Para se adaptarem, eles fundamentaram a relação entre os santos católicos e as entidades do candomblé. No chat, em cerca de uma hora, o professor conversou com a repórter Luna Markman e aprofundou o assunto, falando de conflitos e intolerâncias religiosas que ocorrem no mundo até hoje.

Para Fábio Medeiros, as religiões africanas permaneceram vivas no País devido a uma forte resistência do povo. Ele citou como exemplo um terreiro situado em Olinda, no Grande Recife. 

"O sincretismo se apresenta porque naquele terreiro [de Xambá], os santos católicos permanecem nas paredes. Em respeito à tradição, preferiram não tirar os santos, porque por trás deles estão os orixás [...]. Nesse caso, a religião se apresenta não como alienação, mas, sim, como maneira de manter unidos, de se identificar como povo", comentou.

O professor explicou ainda a teoria de alguns nomes importantes do pensamento mundial que falaram de religião, como Friedrich Nietzsche e Epicuro. 

"Nos mitos gregos, já encontramos Perseu, que começa a desafiar os deuses. Na filosofia, temos Epicuro, do século primeiro, falando que essa dependência dos deuses já era. Com a modernidade e o advento da razão científica, que vai centralizar o homem como objeto de investigação, vamos ter filosófos que vão passar a criticar, como Karl Marx, Nitzsche", destacou.

Às vésperas do Enem, a indicação do professor é estudar assuntos relacionados à indústria cultural, política e às revoltas populares.






Nenhum comentário: