segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Uberaba investe para ser a meca do espiritismo no Brasil – Por Johnatan Castro

A técnica de enfermagem Deyse Souza Pio, 32, perdeu a mãe de maneira repentina e, durante seis anos, sofreu por não ter se despedido dela. 

Em 2012, a convite da irmã, Deyse tomou coragem e partiu rumo a Uberaba, no Triângulo Mineiro, onde o médium Chico Xavier (1910-2002) viveu por 49 anos, e, em um dos mais de 130 centros espíritas da cidade, tentou estabelecer contato com a parente já falecida. Em sua segunda visita ao município, em novembro último, a técnica de enfermagem recebeu uma carta psicografada de sua mãe. 

Assim como Deyse, outras 40 mil pessoas vão todos os meses a Uberaba em busca do legado do médium. É pensando nesse público que será inaugurado, em fevereiro, o Memorial Chico Xavier, que promete consolidar o município como um dos principais destinos do turismo religioso espírita no país.

“A ideia começou em 2007, quando entidades como o Lions, o Rotary e lojas maçônicas começaram a desenvolver o projeto para levar a obra do Chico para as pessoas e dar continuidade aos seus trabalhos sociais”, explica o presidente do Instituto Chico Xavier, que administra o memorial, Adalberto Pagliaro.

Na obra de 42 mil m², cuja primeira etapa já está na fase final, estão sendo investidos R$ 8,8 milhões, sendo 5% da prefeitura e o restante do Ministério do Turismo. A intenção da organização é que o espaço se torne um grande museu, composto por toda a obra de Chico Xavier e ainda por materiais audiovisuais, teatro, biblioteca e espaço para o trabalho dos centros espíritas, entre eles a psicografia.

Para dar mais conforto ao turista, um grande hotel ainda está sendo planejado. O Nosso Lar terá 142 quartos e seu projeto já está sendo licitado. 

“O que nós precisamos é ordenar esse turismo para fazer com que isso gere riqueza. O turismo religioso não movimenta só a religiosidade, mas os pontos turísticos e o comércio. Nosso memorial terá sustentabilidade e outras fontes de renda para sobreviver”, diz Pagliaro.

Quem também prevê um fomento no turismo local é a Diretora do Departamento de Desenvolvimento do Turismo de Uberaba, Cynthia Lyrio. Ela explica que a prefeitura prepara um diagnóstico do setor no município, que deve ser concluído em fevereiro. 

“Também pretendemos desenvolver a Semana Espírita de Uberaba. Hoje, a nossa expressão maior de turismo religioso são as caravanas, que chegam de todo o país”, conta a gestora.

Fé. Na carta psicografada que recebeu da mãe, Deyse Pio conta ter encontrado respostas para muitos conflitos familiares. No texto, ela disse ter encontrado detalhes que não havia revelado ao médium que a atendeu e que só mesmo sua mãe poderia saber. Evangélica e ainda assim admiradora do trabalho de Chico Xavier, Deyse está ansiosa para conhecer a obra completa do religioso no novo memorial. 

“Foi uma sensação muito forte, como se minha mãe estivesse lá. Ela disse que queria escrever mais e ano que vem vou voltar”, relatou.

Casa de Chico

Na casa em que Chico Xavier viveu em Uberaba, também foi montado um museu, onde o público pode ver livros e objetos do médium. No espaço, administrado pelo filho adotivo de Chico, Eurípedes Higino, funciona uma pequena livraria que vende até suvenires, como pequenos bustos de Chico. Procurado, Higino não quis comentar o novo memorial.

Psicografias

Nas reuniões que fazia em sua casa, Chico Xavier costumava reunir até 5.000 pessoas. Mesmo com um movimento bem menor, as filas para as sessões dos centros espíritas da cidade chegam a três horas. Como, segundo a doutrina, são os espíritos que decidem quando se comunicar, poucas pessoas recebem cartas de parentes mortos.

Roteiro

Além de Uberaba, as cidades de Sacramento, no Triângulo, e Araxá, no Alto Paranaíba, também recebem caravanas. Em Sacramento, nasceu o médium Eurípedes Barsanulfo.

Acervo

Para compor o novo memorial, o Instituto Chico Xavier está pedindo doações de livros, cartas, mensagens, fotos e outros materiais do médium. A entidade aceita que sejam cópias.





Nenhum comentário: