segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Devotos vão ao Rio São Francisco homenagear Iemanjá – Por Amanda Franco

Dois de fevereiro é data tradicional na religião do Candomblé. Perfumes e flores são usados para presentear a rainha das águas.

Pessoas de diferentes religiões se reuniram às margens do Rio São Francisco neste domingo (02/02), para fazer oferendas à Iemanjá, no candomblé conhecida como a rainha das águas. A data é tradicional na religião de origem africana. Nas homenagens, flores, alimentos e adereços eram oferecidos à deusa do mar.

Barcos levavam pessoas para expressarem sua fé no meio do rio enquanto muitos adeptos cantavam e dançavam em comemoração. A dona de casa, Cátia Regina, de 47 anos, é católica, mas afirma que há mais de 10 anos vai prestar homenagens à Iemanjá. "Não deixo de vir nenhum ano, pois sempre que peço alguma coisa a ela, alcanço", disse a devota.

"Este ano já joguei perfume, brinco e espumante. Sempre trago alguma coisa para presentear a rainha do mar", ressaltou Regina.

Flávio Junior da Silva Santos é babalorixá, líder de um dos terreiros de candomblé. Ele ressalta que Iemanjá é, na sua religião, a centralização de tudo em sua vida. Há 19 anos ele participa dos festejos à deusa. "Este  é um momento de renovar as energias positivas", disse o babalorixá.

Outro 'pai de santo' presente nas comemorações foi Jorge Rodrigues Barbosa. Há mais de 30 anos ele participa dos festejos. "Homenagear Iemanjá é fazer o mesmo com todos os outros orixás", destacou Jorge.

Os festejos começaram às 5h deste domingo. Em Petrolina, mais de 340 terreiros de candomblé participam do cortejo.





Nenhum comentário: