terça-feira, 9 de setembro de 2014

Filósofo e ensaísta Padre Anselmo Borges fala sobre “Valores e Liberdade: Que Fé?” em Loulé

O filósofo e ensaísta Padre Anselmo Borges, “um dos expoentes críticos do pensamento cristão contemporâneo”, será o convidado da próxima sessão do clico de conferências: 

“Antes e Depois. Para Amanhã”

Que decorre a 12 de setembro, às 21 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Loulé. O tema que será abordado é:

 “Valores e Liberdade: Que Fé?”

Na mesa da conferência, ao lado do também professor da Universidade de Coimbra Anselmo Borges, estarão o presidente do Instituto de Cultura Ibero-Atlântica João Ventura, que fará a apresentação do convidado e introdução ao tema, e o presidente da Associação EXISTIR Nélson Ferreira, para moderar o debate que se seguirá. A entrada é livre.

O ciclo em que a conferência se insere é mais uma vertente do programa de cidadania da Comissão Concelhia 25 de Abril, instituída por unanimidade pela Câmara Municipal de Loulé.

Sobre o conferencista padre Anselmo Borges:

Doutorado em Filosofia pela Universidade de Coimbra e professor da Faculdade de Letras desta Universidade, Anselmo da Silva Borges é amplamente conhecido no país pela sua vasta reflexão sobre a atualidade e o rumo do nosso tempo, assim como sobre o confronto entre a fé e o mundo contemporâneo, tendo-se destacado como uma voz crítica de muitas das posições, normas e orientações da Igreja Católica.

É padre da Sociedade Missionária da Boa Nova, tendo sido ordenado em Fátima, em 15 de agosto de 1967, após frequentar os Seminários de Tomar (Convento de Cristo), de Cernache de Bonjardim e de Cucujães. 

Frequentou a Universidade Gregoriana de Roma, onde obteve a licenciatura canónica em Teologia Dogmática, e estudou Ciências Sociais na École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris, e Filosofia nas Universidades de Coimbra e Tubinga.

Lecionou Filosofia e Teologia na Universidade Católica Portuguesa e no Seminário Maior de Maputo. Como docente de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, regeu nos últimos anos, entre outras, as cadeiras de Antropologia Filosófica e Filosofia da Religião e Ética e orientou um Seminário sobre Mulheres e Religiões. 

Integrou também o corpo docente do Programa Doutoral em Neurociências Clínicas, Neuropsiquiatria e Saúde Mental da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

Anselmo Borges tem produzido, em jornais, rádio e televisão, colóquios e outros fóruns, reflexão em que surge como uma voz crítica de muitas das posições, normas e orientações da Igreja Católica. O diálogo inter-religioso e o apelo ao regresso ao essencial do Evangelho constituem ideias-chave do seu percurso.

A frontalidade do seu pensamento começou por se afirmar nas décadas de sessenta e setenta do século vinte como orador e animador nas consagradas: “Semanas Nacionais de Estudos Missionários”, que se constituíram, pela qualidade e novidade dos respetivos intervenientes nacionais e estrangeiros, como um grande espaço de debate e fonte para uma melhor leitura dos acontecimentos e das transformações de então. 

Estes debates, com outro figurino, têm prosseguido, nos últimos anos, com a realização dos colóquios Igreja Em Diálogo, por si organizados, que se têm afirmado como um espaço de liberdade, sem temas tabu.

É colunista do Diário de Notícias sobre temas religiosos.


Publicou, entre outras, as seguintes obras: Do Mesmo ao Diferente: Questões deste tempo (Porto, Figueirinhas, 1987), Janela do (In)visível (Campo das Letras, Lisboa, 2001), Religião: Opressão ou Libertação? (Lisboa, Campo das Letras, 2004), Dicionário de Mitos (Lisboa, Campo das Letras, 2005), Deus no século XXI e o futuro do cristianismo (Lisboa, Campo das Letras, 2007), A Bíblia em Citações (Lisboa, Oficina do Livro, 2007), Janela do (Inf)finito (Lisboa, Campo das Letras, 2008), Religião e Diálogo Inter-Religioso (Coimbra, Imprensa da Universidade, 2010), Declaração dos Direitos da Mulher (com Isabel Caldeira; Funchal, Nova Delphi, 2010), E Deus Criou a Mulher (com Isabel Caldeira, Funchal, Nova Delphi, 2011), Deus e Sentido da Existência (prefácio de Lídia Jorge; Lisboa, Gradiva, 2011), Corpo e Transcendência (Coimbra, Almedina, 2011), As Três Religiões do Livro (com João Gouveia Monteiro; Coimbra, Imprensa da Universidade, 2012) e Quem Foi/Quem É Jesus Cristo? (Lisboa, Gradiva, 2013).




Nenhum comentário: