domingo, 28 de setembro de 2014

Lucro com livros religiosos cresce mais do que com os exemplares didáticos

A atual realidade do mercado dos livros voltados para o espiritismo é resultado do trabalho de dois médiuns no âmbito nacional: Chico Xavier e Zíbia Gasparetto.


Os livros com temática religiosa, especialmente os espíritas, se destacam por faturar   mais que os livros convencionais. 

Dados de pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe) e da Câmara Brasileira do Livro (CBL), divulgada este mês, com base nos dados de 2013, mostram que de 2012 para 2013 o faturamento com títulos religiosos teve variação positiva de 17%.

No caso dos livros didáticos, a pesquisa encontrou crescimento de 8,34%. Membro do conselho da Associação de Editoras, Distribuidoras e Divulgadores do Livro Espírita (Adeler),  Celso Maiellari explica que as tiragens dos livros espíritas são maiores do que os outros títulos. 

“Um lançamento de sucesso de uma editora convencional sai geralmente com cinco mil exemplares. No caso dos espíritas, eles saem com até 25 mil”, conta Maurício que também é  diretor da Lúmen Editorial.

Maiellari argumenta que a atual realidade do mercado dos livros voltados para o espiritismo é resultado do trabalho de dois médiuns no âmbito nacional: o mineiro Chico Xavier (1910-2002) e a paulista Zíbia Gasparetto. 

“Eles foram e ainda são autores de obras que abriram caminhos para outros trabalhos”, diz Maiellari. Ele revela que, em média, os livros espíritas custam entre R$ 20 e R$ 35, sendo que os autores, geralmente, ficam com 10% desse valor. “Mas, muitos sequer ficam com os valores e revertem para instituições”. 

A vitalidade de vendas do mercado editorial espírita não é responsabilidade apenas das pessoas que seguem a doutrina. 

“A maioria é espírita, mas tem gente de muitas religiões que lê as obras da doutrina espírita por uma aproximação e identificação com os temas e situações. Além disso, é um público que se renova”, argumenta Paulo Barroso, diretor voluntário da Associação Divulgadora do Livro Espírita.




Nenhum comentário: