sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Pastor batista morre enforcado na Bahia - Por Jarbas Aragão

Líder religioso sofria de depressão.

O pastor da 1ª Igreja Batista de Serrinha, na Bahia, foi encontrado morto na noite da terça-feira (09/09). Segundo testemunhas, Agnaldo Alonso Ferreira Freitas Junior cometeu suicídio ao se enforcar utilizando uma corda presa ao telhado da área de serviço da casa onde morava.

“O que se comenta aqui é que ele havia retornado do culto com a esposa e, alguns minutos depois, os vizinhos ouviram a mulher dele pedindo socorro. O rapaz que mora ao lado correu, pulou o muro e encontrou o corpo já pendurado”, afirma um policial que atendeu a ocorrência. Após a realização da perícia, o corpo do pastor foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana.

Amigos afirmam que a possível causa do suicídio é que o pastor Guina, como era conhecido, passava por uma grave crise de depressão. Agnaldo comemorou recentemente dez anos de casado. Deixa a esposa e dois filhos.

Formado no Seminário Teológico Palavra Da Vida de Atibaia (SP), Agnaldo recebeu homenagem de vários de seus ex-colegas nas redes sociais.  Uma delas, Sandra Yamashita, lamentou o ocorrido e pediu mais atenção da igreja evangélica aos casos de depressão que atinge a muitos irmãos.


“A depressão tem atingido nossas igrejas, nossas escolas, nossos lares e nossa sociedade. Choro porque ela não é uma doença visível e facilmente detectável, mas age mais cruelmente que o câncer, espalhando-se e destruindo a vida através da desesperança”, escreveu.




Nenhum comentário: