quarta-feira, 18 de março de 2015

Papa faz apelo por Nigéria e critica extremismo


O papa Francisco fez um apelo na terça-feira (17/03) contra os grupos extremistas que atuam na Nigéria, como o Boko Haram. 

O Pontífice criticou as pessoas que "se proclamam religiosas, mas abusam da religião e de sua ideologia para seus próprios interesses, produzindo abusos e mortes". 

"Muitos nigerianos foram mortos, feridos, mutilados, sequestrados e privados de tudo: de seus entes queridos, de sua própria terra, dos meios de subsistência, de dignidade, de seus direitos", afirmou Francisco em uma carta enviada aos bispos nigerianos. 

O Boko Haram é um dos grupos islâmicos mais atuantes da Nigéria, país onde quer impor a sharia (lei islâmica). Para isso, o movimento sequestra estudantes e invade vilarejos cristãos. 

"Tanto cristãos quanto muçulmanos tiveram um trágico fim por mãos de pessoas que se proclamam religiosas, mas buscam a religião para fazer dela uma ideologia que justifique seus próprios interesses de abusos e mortes", criticou o líder da Igreja Católica.    

Cuba 


O Papa Francisco anunciou nesta terça-feira (17) o monsenhor Giorgio Lingua como novo núncio apostólico em Cuba. O religioso assumirá o cargo em um momento de degelo das relações bilaterais entre a ilha e os Estados Unidos.



Nenhum comentário: