sexta-feira, 3 de abril de 2015

Cerca de 2 mil religiosos se reúnem em Aparecida para o Congresso da Vida Consagrada – Por Rosinha Martins



"Não ardia o nosso coração quando Ele nos falava no caminho?" (Lc 24, 29). Este é o lema do Congresso que reúne, em Aparecida, de 07 a 10 de abril próximos, religiosos e religiosas para aprofundarem, à luz dos 50 anos do Concílio Vaticano II, seu núcleo identitário. 

O evento acontece no contexto do Ano da Vida Consagrada, proposto pelo Papa Francisco, para que os religiosos possam aprofundar sua vida, vocação e missão e torná-la mais conhecida. 

"A realização deste Congresso está em consonância com os próprios objetivos da Conferência dos Religiosos do Brasil, que é animar a Vida Consagrada, oferecendo-lhe possibilidade de reflexão e estudo para aprofundar justamente sua vida e sua missão", ressalta a presidenta nacional da CRB [Conferência dos Religiosos do Brasil], irmã Maria Inês Vieira Ribeiro. 

Ainda de acordo com Irmã Inês, o Congresso versará sobre a identidade dos consagrados, o seguimento radical de Jesus, a missão como serviço ao povo de Deus, além de ser um momento forte de vivência e convivência e partilha de vida entre os religiosos. 

Para manter a identidade, é necessário, segundo a presidenta, rever a história, rezar e celebrar juntos o ser consagrado/a e a razão da missão específica na Igreja. "Temos que rever nossa identidade e fortalecer o nosso ser na Igreja e trocar experiências", afirma Irmã Inês. 

Oportunidades e perspectivas para a Vida Consagrada no mundo contemporâneo; Linhas forças das Cartas: "Alegrai-vos e Perscrutai" da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica do Vaticano; Luzes e Esperanças na Vida Consagrada da América Latina, são algumas das conferências programadas para o Congresso. 

Na opinião de Irmã Elsie Auzier Vinhote, o grande número de adesões pelo Congresso se deve ao Ano da Vida Consagrada e ao local escolhido, Aparecida. "É, para nós, religiosos, um tempo de graça, de fazer arder cada vez mais o coração. É um encontro de diversidades de carismas, de culturas, uma bonita festa da Vida Religiosa", enfatizou. 

Participam do evento: o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e arcebispo de Aparecida [São Paulo], dom Raymundo, cardeal Damasceno Assis; a presidenta da Confederação Latino-Americana e Caribenha de Religiosos e Religiosas, Irmã Mercedes Casas Sanchéz (Colômbia), o arcebispo de Porto Alegre [Rio Grande do Sul] e bispo referencial da Vida Consagrada pela CNBB, Dom Jaime Spengler; o presidente da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB e arcebispo de Palmas [Tocantins], Dom Pedro Brito Guimarães; a presidenta dos Institutos Seculares, Aparecida Guadalupe Pafaro; e o assessor teológico do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), padre Paulo Suess. 

Participa ainda o presidente da Comissão da Ação Missionária da CNBB e bispo da Diocese de Ponta Grossa [Paraná], Dom Sergio Braschi, que, na ocasião, celebrará o envio de Irmã Marlene Aparecida Avansi, que passará a compor a comunidade missionária intercongregacional do Haiti. O cantor e compositor popular Zé Vicente, é um dos convidados especiais para animar o Congresso.

Com informações das Pontifícias Obras Missionárias (POM) - www.pom.org.br





Nenhum comentário: