quarta-feira, 24 de junho de 2015

Drusos lincham jihadistas feridos numa ambulância israelita


A ambulância militar estaria a transportar dois elementos da Frente al-Nusra, segundo a comunidade drusa e a imprensa estatal síria.

Um grupo de cerca de cem drusos atacou uma ambulância militar israelita que transportava dois sírios feridos perto da fronteira com Israel, matando um deles. As forças armadas israelitas confirmam o incidente, mas recusam comentar sobre a identidade dos dois feridos que estavam a ser transportados. 

Segundo os drusos e a imprensa estatal síria, tratavam-se de jihadistas da Frente al-Nusra, ligada à al-Qaeda, que combatiam perto do local. A imprensa síria louvou o acto dos drusos, dizendo que o acto foi um castigo aos agressores da pátria. Os drusos são uma minoria religiosa que habita sobretudo a região dos montes Golã, um território oficialmente sírio, mas ocupado há vários anos por Israel. Há comunidades a viver em Israel, na Síria e no Líbano. 

Recentemente os rebeldes na Síria aproximaram-se de aldeias drusas e, num incidente, 20 aldeãos drusos foram massacrados por elementos da Frente al-Nusra, o que motivou graves preocupações pela segurança da minoria religiosa nas povoações daquela zona da Síria. 

O ataque à ambulância terá sido, por isso, uma retaliação por parte da comunidade israelita. A religião drusa é uma variante do islão, considerada herética pela maioria dos muçulmanos.









Nenhum comentário: