sábado, 11 de julho de 2015

Patrimônio Cultural de terreiros de Candomblé é tema de curso de extensão na Bahia



O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA) promovem o curso de extensão Gestão e Salvaguarda do Patrimônio Cultural dos Terreiros Tombados, que começa na próxima terça-feira, 14 de julho, no auditório da Escola de Administração em Salvador (BA). 

O tema da aula inaugural é: 

Educação e Salvaguarda, por um habitar os caminhos da ancestralidade



A iniciativa surgiu a partir das demandas de um Grupo de Trabalho criado em 2015, reunindo representantes de terreiros Casa Branca, Afonjá, Gantois, Oxumarê, Bate Folha, Alaketu e Serja Hunde, tombados pelo Iphan.

Foi diante desse contexto que a UFBA celebrou o convênio para a realização do curso de extensão universitária, gerando oportunidade para 70 lideranças de terreiros de candomblés salvaguardados aprofundarem suas reflexões sobre a salvaguarda compartilhada do patrimônio cultural.

O curso está organizado em seis módulos temáticos, que buscam a mobilização social dos atores em prol de uma agenda pública nacional de preservação e salvaguarda dos patrimônios materiais e imateriais que compõe o espaço físico e simbólico abrangido e gestado pelos povos tradicionais de terreiros.
As inscrições podem ser feitas no site.

Serviço:

Curso de extensão Gestão e Salvaguarda do Patrimônio Cultural dos Terreiros Tombados

Data da abertura: 
14 de julho de 2015, às 18h30

Local:
 Auditório da Escola de Administração
Av. Reitor Miguel Calmon, s/n, Vale do Canela - Salvador - BA






Nenhum comentário: