quinta-feira, 9 de julho de 2015

Representantes de religiões protestam contra intolerância no Amapá – Por Jéssica Alves



Ato agrupou seguidores de diferentes religiões afro-brasileiras. Manifestação ocorreu nesta quarta-feira (08/07) em Macapá.

Um protesto contra a intolerância religiosa reuniu cerca de 50 pessoas na quarta-feira (08/07) em frente ao trapiche Eliezer Levy, ponto turístico localizado na orla de Macapá. O ato agrupou fiéis de diferentes religiões afro-brasileiras, como a umbanda e o candomblé. Segundo a coordenação, o movimento defende a igualdade nas crenças religiosas.

Vestidos com roupas na cor banca e com características de cada crença, os religiosos pediam "paz e respeito”. A manifestação teve ainda gritos de ordem contra a intolerância religiosa e apresentações culturais de grupos de marabaixo e hip hop.

O umbandista Fábio Bernardo Furtado explicou que o protesto foi organizado depois que membros das religiões afro-brasileiras relataram atos de intolerância em Macapá.

“Esse protesto surgiu de uma conversa com alguns seguidores, que dividiram relatos sobre manifestações preconceituosas que sofreram. Estamos seguindo um movimento nacional, defendendo um estado laico”, frisou.

O integrante do movimento de matriz africano, Humberto de Moraes, adepto da religião há 35 anos, disse que ele e a sua família sofrem com a intolerância religiosa, inclusive manifestada em ambiente escolar.

"Tenho duas filhas que são crianças e recebem apelidos na escola devido à nossa religião. Infelizmente elas sentem na pele a intolerância por parte dos colegas. Mas hoje viemos aqui para garantir que elas tenham orgulho da nossa manifestação", ressaltou.





Nenhum comentário: