quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Garota de 16 anos é atacada violentamente por causa de religião



Em Londres, na Inglaterra, um vídeo está mostrando o ódio que existe contra as pessoas muçulmanas. 

Foi na noite dessa segunda-feira, dia 07/09, que um documentário passou na televisão várias imagens reveladoras do que se vai passando pelas ruas da cidade inglesa. 

Num dos momentos mais chocantes, uma garota de apenas 16 anos é atacada selvaticamente por um homem por vestir o hijab, o véu islâmico cobrindo a cabeça. A menina foi deixada inconsciente no chão da rua e os policiais ingleses contam que está crescendo o número de casos relacionados com crimes de ódio contra muçulmanos. 

A menina se dirigia para a escola e cumpria as tradições da religião. Com a cabeça coberta com o hijab, caminhava sozinha quando foi atacada por um homem de 34 anos, em Novembro de 2012.

O ataque é feito pelas costas da menina e as imagens captadas mostram o agressor fugindo após bater violentamente na menina que ficou caída no chão. Este homem acabou sendo detido pela polícia e em Fevereiro de 2013 foi preso, depois de condenado a uma pena de prisão de quatro anos. 

Acusado por dois crimes contra jovens mulheres muçulmanas, este homem se defendeu dizendo que a menina "não tinha uma cara amigável", como informa o jornal Express. Acabou preso e serve de exemplo para o documentário da televisão BBC que diz que a violência contra mulheres que usem o hijab aumentou em 60% de casos, só em Londres. E o boom desse crescimento tem acontecido nos últimos meses.

O estudo provou que no último ano (de Julho de 2014 a Julho de 2015) aumentou o ódio contra islamistas em 70%, segundo dados revelados no documentário BBC's Inside Out London Special, exibido na noite de segunda-feira. Usar o véu islâmico põe em perigo as mulheres que estão vestindo suas tradições e crenças religiosas, evidenciando a descriminação a que são sujeitas no dia-a-dia. 

A polícia da Inglaterra pede que as vítimas destes crimes de ódio não fiquem caladas e não sofram em silêncio. Que acusem seus agressores, para que os policiais possam ajudar a acabar com estes crimes contra os muçulmanos. Ajudar as vítimas de violência contra a religião e prender os culpados são os objetivos da polícia londrina. 






Nenhum comentário: