sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

“Igreja” para ateus troca sermões por bate-papo sobre sexo e gastronomia e já tem filiais em 4 países - Por Tiago Chagas

Uma igreja para ateus pode parecer o ápice da contradição, mas alheia à coerência, a Sunday Assembly Church tem conquistado “fiéis” em países como Estados Unidos, Austrália, Canadá e Reino Unido.

Ao contrário de música em louvor a Deus, o playlist das reuniões toca Beatles, Rolling Stones e Jerry Lee Lewis, entre outros. No lugar do sermão sobre alguma passagem bíblica, o palestrante conduz conversas sem censura sobre sexo, viagens, gastronomia e outras amenidades.

Os frequentadores da “igreja” não creem em Deus, mas se identificaram com a iniciativa da dupla de comediantes britânicos Sanderson Jones e Pippa Evans, que fundaram a Sunday Assembly em 2013, de acordo com informações da BBC.

“Queríamos fazer algo parecido com uma igreja, mas sem Deus”, disse Jones, que define a comunidade como um lugar sem doutrinas e aberto a todos que queiram celebrar a vida e ajudar o próximo.

Em Los Angeles, com menos de um ano, uma das filiais da Sunday Assembly já reúne aproximadamente 900 pessoas durante os “cultos”.


No site da “igreja”, os fundadores disponibilizam documentos e uma espécie de manual com orientações para qualquer interessado em abrir uma filial.




Nenhum comentário: