quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Igrejas seculares de Ouro Preto-MG amanhecem pichadas por vândalos – Por Tino Ansaloni

Dois monumentos históricos da cidade de Ouro Preto-MG amanheceram pichados nessa segunda-feira, 27/01. Os alvos da ação dos vândalos foram as Igrejas de São José e de São Francisco de Paula, localizadas menos de 500 metros do centro da cidade.

A primeira delas foi a mais atingida onde portas, pedras em cantaria e partes do reboco frontais foram pichadas a pincel com tinta vermelha, onde foram escritas frases de afronta à religião católica, acompanhadas da estrela de cinco pontas inscrita dentro de um círculo, considerados por algumas seitas um dos maiores símbolos satânicos.

A frente da Igreja de São Francisco de Paula também foi atingida com palavras de repúdio ao cristianismo, porém as pichações nesse monumento foram em menor grau, mas, não menos criminosas e desrespeitosas ao patrimônio histórico.

Menos de 100 metros separam as duas igrejas. Fiéis que participaram da missa realizada às 10 horas do domingo, na Igreja de São Francisco de Paula afirmam que não havia pichações no local, portanto, supõe-se que o crime tenha acontecido na madrugada de segunda-feira.

Segundo Carlos Aparecido de Oliveira, diretor do Museu de Arte Sacra de Ouro Preto e membro da Comissão de Bens Culturais da Arquidiocese de Mariana, é com imensa tristeza que a população ouro-pretana amanhece nesse dia. 

“É um ato de vandalismo contra um patrimônio cultural que é de todos. O pior ainda é o vandalismo contra um patrimônio religioso. Pichar uma ponte, um muro é crime, como também pichar um monumento que traz tanta história para a humanidade".

Ainda segundo Carlos Aparecido, não existe na cidade um sistema de vigilância dos monumentos, de modo que seu exterior seja preservado das investidas de criminosos como esses. “Uma pessoa que comete um ato como esse não tem amor à religião católica e muito menos a essa maravilhosa cidade que é Ouro Preto. As câmeras existentes na cidade são voltadas para o monitoramento do trânsito e não para a segurança dos monumentos”, comenta Carlos.

No momento da entrevista concedida por Carlos, por volta de 13h 30min da tarde de hoje, 27/01, ele afirmou que um boletim de ocorrência seria registrado e um estudo seria feito, para retirar as pichações sem que as pedras de cantaria e as partes afetadas fossem ainda mais prejudicadas.

A Capela de São José dos Homens Pardos ou Bem Casados e Santa Cecília dos Músicos, nome real da Igreja, ficou por mais de 20 anos fechada devido ao seu precário estado de conservação. O templo foi reaberto no dia 2 de dezembro de 2012 com uma missa em ação de graças e a paróquia prepara programação constante para o templo que, hoje, só é usado em ocasiões especiais.

A Igreja de São Francisco de Paula está em funcionamento, apesar de vir ao longo dos anos, tendo suas paredes arranhadas por pessoas que querem deixar, de forma totalmente agressiva e criminosa, marcada sua passagem pela cidade, arranhando as paredes para escrever nomes e datas.

A pessoa que picha ou grafita qualquer edificação urbana, comete crime ambiental, com pena de detenção que pode variar de três meses a um ano, além de multa, mas, se o ato for praticado em monumento ou coisa tombada, devido a seu valor artístico, arqueológico ou histórico, a pena de detenção é mais pesada e pode variar de seis meses a um ano, além do pagamento de multa. A polícia iniciará as investigações para apurar quem são os culpados.





Nenhum comentário: