quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Pesquisa mostra como acontece o impacto da religião sobre a paisagem – Por Fátima Serpa


Professores e estudantes do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PROPGEO), da Universidade Estadual do Ceará (Uece), pesquisam um Centro de Convergência Religiosa na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). 

Trata-se do Santuário do Menino Jesus de Praga, localizado na pequena cidade de Chorozinho, a 65 quilômetros da Capital, onde o grupo coordenado pelo professor Otávio José Lemos Costa, vem desenvolvendo o projeto de pesquisa: “Impacto da religião sobre a paisagem. Análise de um centro de convergência religiosa na região metropolitana de Fortaleza”.

As transformações espaciais vêm crescendo nas últimas décadas em consequência das peregrinações àquele lugar sagrado. Baseado no estudo de Rinschede (1997) é possível ter uma compreensão dos limites da área de abrangência, fornecidos pelo comportamento dos peregrinos, pela localização característica do santuário, pelas atividades auxiliares associadas aos peregrinos ao redor do local, pelas funções e pela venda de artigos religiosos relacionados aos peregrinos.

O projeto direciona seus objetivos para a análise de um lugar sagrado: o Santuário do Menino Jesus de Praga, sob a ótica das representações sociais. Afirma o professor Otávio, que operacionalizar esta perspectiva de análise orienta o grupo para uma leitura e produção de conhecimento sobre um lugar sagrado os quais serão vivenciados ora trilhando o material bibliográfico pertinente a uma espacialidade do sagrado, ora durante a pesquisa de campo. 

Cria-se dessa forma um processo dialético de construção/desconstrução de uma trama que, convergirá para uma lógica mais ampla a qual não deve se limitar apenas aos elementos óbvios que saltam a uma primeira observação.

O núcleo urbano para a formação de Chorozinho surgiu em virtude dos projetos de combate a seca, por volta de 1932. Na época, a localidade era conhecida como Currais Velho. 

Foi necessário a construção de uma ponte sobre o Rio Choró, que deu origem mais tarde, o nome da cidade. Do acampamento dos engenheiros do DNOCS e dos operários da construção da ponte, e uma pequena capela, nasceu o povoado. Chorozinho já foi distrito de Pacatuba e de Pacajús, tornando-se município em 1987.

O principal equipamento turístico da cidade é o santuário do Menino Jesus de Praga, que atrai mensalmente cerca de 5 mil peregrinos, com maior incidência no dia 24.

Chorozinho tem hoje uma população de aproximadamente 20 mil habitantes. Os visitantes vêm de cidades vizinhas, de Fortaleza e diferentes regiões do Ceará, bem como de outros Estados.

Participam da equipe que pesquisa do Centro de Convergência Religiosa na cidade de Chorozinho, região metropolitana de Fortaleza, Yan de Abreu Gomes Vasconcelos (aluno de graduação em Geografia da UECE – bolsista PIBIC/CNPq), Gleilson Ângelo da Silva (da graduação em Geografia da UECE – bolsista PROVIC/UECE), Andre Silva Araujo (da graduação em Geografia da UECE – bolsista PROVIC/UECE) e Kassio Santiago de Souza (da graduação em Geografia da UECE – bolsista PROVIC/UECE).

Informações: 
Professor Otávio Costa 
(Tel. 85 3101.9778)

Assessoria de Imprensa da Uece - Fátima Serpa 
Tel. 85 3101.9605

Fonte: http://www.ceara.gov.br


 

Nenhum comentário: