sábado, 17 de maio de 2014

Selo dos Correios homenageia crença religiosa

Na quinta-feira (15), os Correios deram sequência à série de homenagens e oficializaram a colocação em circulação do selo comemorativo em alusão à crença religiosa Umbanda. 

A cerimônia ocorreu no Plenário Juscelino Kubitschek de Oliveira, em São Paulo, com a presença do presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, do deputado federal Vicentinho e dos deputados estaduais Gerson Bittencourt, Leci Brandão e Luis Claudio Marcolino, além de líderes religiosos.

O selo traz a imagem, com fundo vermelho, do fundador da Umbanda, Zélio Fernandino de Moraes, e destaca dois atabaques, instrumentos musicais utilizados na prática dos rituais e símbolos oficiais da religião. A técnica utilizada foi desenho digital, pela artista Lidia M. H. Neiva. A tiragem é de 600 mil selos, com valor facial de R$ 1,20 cada.

Na primeira quinzena de maio, os Correios lançaram selo em referência à língua portuguesa, sexto idioma mais falado do mundo. O selo mostra o globo terrestre, simbolizando a universalidade da Língua Portuguesa, atravessado pelas bandeiras dos países e territórios cujos povos falam português.

As peças filatélicas podem ser adquiridas nas agências dos Correios, na loja virtual e na Central de Vendas à Distância (centralvendas@correios.com.br).

Correios

Os Correios tiveram sua origem no Brasil em 25 de janeiro de 1663 e, desde então, vêm se modernizando, criando e disponibilizando serviços de qualidade que correspondam às expectativas dos seus clientes.


A empresa realiza importante função de integração e de inclusão social, papel indispensável para o desenvolvimento nacional. Na composição do seu faturamento, aufere 54,3% da receita com os serviços exclusivos (carta, telegrama e correspondência agrupada), de modo que a reserva de mercado desses três serviços é fator essencial para a sobrevivência e para a garantia da universalização dos serviços postais.



Nenhum comentário: