domingo, 7 de setembro de 2014

Aceitação das diferenças é fundamento das religiões – Por Domitila Andrade

Motivados pela campanha: 

somostodoshumanos

Do Grupo de Comunicação O POVO, representantes religiosos falam sobre inclusão social e o combate aos preconceitos e lembram: tolerar é premissa da fé.

Das muitas páginas da Bíblia, com provérbios, histórias de um povo e alicerces da fé cristã, uma lição deixada por Jesus Cristo se sobressai: “Amar ao próximo como a si mesmo”. O ensinamento, traduzido a situações cotidianas, diz sobre respeito e tolerância.

Para Igor Simões, reverendo da Igreja da Comunidade Metropolitana de Fortaleza (ICM), a tolerância é parte preponderante do cristianismo: 

“Não se pode dizer que se ama alguém e não se buscar o entendimento dos porquês. Ser cristão é indissociável de ser tolerante”. 

Conhecida como “a igreja dos direitos humanos”, a ICM tenta ser a síntese de todos os preceitos que pregam a igualdade. “Tudo que concerne aos direitos humanos nos afeta”, conta o reverendo.

A postura de aceitar todas as diferenças, segundo Alcides Lopes, coordenador de assuntos mediúnicos da Federação Espírita do Estado do Ceará (Feec), é compartilhada pela doutrina espírita. 

“Alan Kardec aponta como premissas do Espiritismo o trabalho, a solidariedade e a tolerância. Não se pode pregar o amor, excluindo as pessoas. É incongruente”, opina.

Mantendo o que o padre Ivan Souza chama de “limites”, a Igreja Católica tem evoluído em algumas questões. 

“É preciso entender que todos temos os mesmos direitos, as mesmas histórias, e a fé não pode distinguir isso. É um processo devagar, mas a Igreja tem feito avanços. Ela trabalha muito a solidariedade e a não exclusão”, diz o padre, coordenador das pastorais da Arquidiocese de Fortaleza.


Já o pastor Antônio José Azevedo Pereira, presidente da Assembleia de Deus em Fortaleza, se vale das sagradas escrituras para fomentar o combate aos preconceitos. 

“A Igreja em seu evangelho trabalha a inclusão. O próprio Cristo disse: ‘Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos’. Deus acolhe aqueles que vão até ele com as mais diversas pendências, contanto que eles abdiquem das condutas que vão de encontro ao que está nas escrituras”, salienta.



Nenhum comentário: