quinta-feira, 18 de junho de 2015

Fazer yoga é contra a religião? Ortodoxos gregos dizem que sim - Por Joana Capucho



Há cada vez mais entusiastas, mas Igreja Ortodoxa Grega diz que esta não é compatível com a fé cristã. Portugueses e católicos discordam.

"O yoga mudou a minha vida. Ajudou-me a serenar as emoções e a ficar mais tranquila". Anabela Nobre, de 53 anos, rendeu-se ao yoga assim que participou pela primeira vez numa aula. Estávamos em 2000.

Professora de ensino especial, é atualmente proprietária de um centro de yoga em Faro e está prestes a obter o grau de mestre. Também é católica praticante e coordenadora de catequese na paróquia onde vive. Fala-nos de um percurso paralelo entre o cristianismo e o yoga, algo que para o Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa Grega não é compatível.

A propósito do primeiro Dia Internacional do Yoga, que se comemora, oficialmente, no domingo, a autoridade religiosa grega disse que a prática não tem lugar na vida dos cristãos.

Desde 2001 que Jorge Veiga e Castro vinha a propor ao mundo a criação do Dia Mundial do Yoga. No ano passado, o presidente da Confederação Portuguesa do Yoga (CPY) viu o sonho concretizar-se quando a Organização das Nações Unidas aprovou a sua proposta por maioria generalizada (175 países). Por isso, este solstício de verão é especial.

"O mundo não vive de consensos. Mas o yoga é uma filosofia que faz bem transversalmente a toda a humanidade", diz ao DN. Portugal teve um papel ativo neste reconhecimento e até é considerado "uma potência mundial do yoga".

À semelhança do que acontece lá fora, "o crescimento desta filosofia tem sido exponencial e há uma grande fatia da população portuguesa que pratica yoga".

Foi precisamente a celebração do Dia Mundial do Yoga, um dia pela paz mundial, que fez o Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa Grega pronunciar-se através de um comunicado, onde relaciona o yoga com o hinduísmo.

Para Jorge Veiga e Castro, é "uma questão de falta de informação", porque o yoga é uma "prática filosófica que não interfere com nenhuma religião, que não está relacionada com convicções religiosas".

Embora seja muitas vezes associado ao hinduísmo e ao budismo, o também presidente da Confederação Europeia do Yoga lembra que "o budismo é 3500 anos mais novo do que o yoga."




Nenhum comentário: