segunda-feira, 6 de julho de 2015

Dois atentados matam mais de 40 na Nigéria


Vítimas estavam em mesquita e em restaurante de Jos.

Dois atentados na noite do domingo (05/07) mataram, ao menos, 44 pessoas e feriram outras 67 em uma mesquita e em um restaurante na região central da NigériaNenhum grupo reivindicou as ações, mas acredita-se que os terroristas do Boko Haram estejam por trás dos ataques.

A mesquita Yantaya, palco de uma das tragédias que matou 21 pessoas, tem como um de seus oradores um dos homens que mais prega a coexistência pacífica de várias religiões no país. Já o restaurante, que fica em Jos, é conhecido por receber diversas autoridades religiosas islâmicas em suas dependências. No empreendimento, morreram 23 pessoas.

Os atentados ocorreram um dia após de uma extremista provocar outra explosão em uma igreja cristã no nordeste do país, matando cinco pessoas, entre elas duas crianças e o pastor da instituição. Na mesma área, há três dias, os jihadistas do Boko Haram queimaram 32 igrejas cristãs, de várias vertentes, além de 300 casas de moradores, segundo Stephen Apagu, que lidera um grupo de vigilantes no estado de Borno.

Na última semana, o balanço de vítimas por causa da fúria do grupo terrorista passa de 200 mortos. Acredita-se que os extremistas estejam atendendo ao pedido do Estado Islâmico (EI, ex-Isis), para o qual o Boko Haram prestou fidelidade, de tornar o mês sagrado para a religião, o Ramadã, um "pesadelo" para os "infiéis". Essa também foi a semana mais sangrenta desde que o novo presidente nigeriano, Muhammadu Buhari, assumiu o poder, em março deste ano.






Nenhum comentário: