segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Afoxé Motumbaxé abre programação de desfiles com temas religiosos

O grupo vai mostrar ao público uma apresentação da cultura dos nossos ancestrais, os caboclos.

Conhecido popularmente como o grupo responsável por limpar a Passarela do Samba antes dos desfiles das Escolas de Sambas, o Afoxé Motumbaxé se apresentará em Guarujá nos dias 1º, 2 e 3 de março, sempre às 21 horas, com o tema: Marhubaxetu Caboclo. A apresentação será na passarela da Via Santos Dumont, em Vicente de Carvalho.

O Grupo Cultural mostrará a realidade dos terreiros de umbanda e do candomblé. Os segmentos do espiritismo remetem aos verdadeiros ancestrais nacionais, que são os chamamos de índios das matas ou caboclos.

A apresentação pretende mostrar ao público o outro lado das religiões: a cultura. “Embora a religiosidade exista há muito tempo, a maioria das pessoas não possui o conhecimento cultural que engloba as religiões. O objetivo do tema do desfile deste ano é incentivar o interesse pelo histórico-cultural da religião afrobrasileira.”, afirma o presidente Fábio Eduardo Araújo Salustiano.

Criado em 2009, o grupo é formado por componentes de origem africana. Na sede da associação (Avenida Luiz Gama, 1.049, Vicente de Carvalho) são ministradas aulas de artesanato, atacabaque e culinária. 

Os cursos têm duração de seis meses, com encontros quinzenais. A associação conta com cerca de 10 alunos por classe. Atualmente, o Afoxé Motumbaxé contém 250 componentes.

O presidente afirma que a comunidade recebe o Afoxé com respeito, pelo trabalho cultural e artesanal que oferece à população o ano todo. 

“Nós mantemos o Afoxé, como uma verdadeira família e temos o prazer de fazer a nossa parte em abrir os caminhos para que possamos ter uma festa maravilhosa, um carnaval cheio de grandes emoções”.

O serviço está em recesso, devido à preparação para o carnaval, e retorna com as atividades e culturas tradicionais, na semana após o maior feriado no calendário brasileiro.

Afoxé

É uma manifestação cultural e religiosa afro-brasileira, também conhecida como ‘candomblé de rua’. Diz-se que o afoxé é o pai do carnaval brasileiro. Isso porque, no fim do século XIX, saia-se em blocos pelas ruas de Salvador, o que teria dado origem ao Carnaval. 

Os afoxés abrem os festejos de Momo cantando louvores a uma entidade do candomblé e lavando a rua, com o objetivo de afastar tudo que é ruim para que a festa não tenha brigas, confusões, nem acidentes.

Ficha Técnica:

Presidente: Fábio Eduardo Araújo Salustiano
Endereço da Sede: Avenida Luiz Gama,1.049 – Vicente de Carvalho
Cores: Branco, azul, verde, vermelho e dourado
Símbolo do Grupo: Tambor Africano e as Armas dos Reis
Tema de apresentação: Marhubaxetu Caboclo
Alas: 10
Componentes por ala: 25
Mestre de Bateria: Professor Arnaldo
Ritmistas: 30
Rainha de Bateria: Diana Santos
Corte do Afoxé: Yàlorisá Ditinha e Tatetu Jefferson
Comissão de Frente: Dalva de Araújo, Maria Aparecida Amorim, Erica Gomes, Kenia e Vanessa.
Coreografo: Professor Adônis Xavier
Samba enredo: Marhubaxetu Caboclo
Compositores: Comissão do Grupo Cultural

Canta meu povo
Afoxé no pé da serra
É lua nova hoje eu quero festejar
Marhumbaxetu vem saudar os meus caboclos
Motumbaxé vem saudar meus orixás
Indorêrê caue cauiza
Indorêrê que sangue ria
Ele é filho, ele é neto da jurema
Indorêrê caue cauiza
Toté toté de manhonga
Manhongonbêm




Nenhum comentário: