quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Tradicional ‘Lavagem do Rosário’ de Penedo acontece na próxima sexta

Tudo pronto para mais uma edição da tradicional ‘Lavagem do Beco do Rosário’, que acontece na sexta-feira que antecede os festejos de momo na histórica ‘Cidade dos Sobrados’. O evento promete animar os foliões que irão prestigiar a festa, no circuito do frevo.

A partir das 18h30min, as baianas saem em cortejo pela Avenida Getúlio Vargas, passando pelo Rosário Estreito, indo até o Beco da Preguiça e as escadarias da Igreja do Rosário, onde o ritual de lavagem acontece. Com muita água de cheiro e vassouras em punho, as baianas prometem repetir o ritual que acontece há 41 anos.

Com a lavagem, os adeptos de religiões de matriz africana agradecem e pedem paz aos Deuses. Além do cortejo das baianas, o circuito do frevo, que compreende as praças Jácome Calheiros e a Marechal Deodoro (Rosário Largo), também receberáblocos alternativos e os já tradicionais de Penedo.

O ritual da lavagem

O ritual em 2013 completa 41 anos de simbolismo. A lavagem do Beco da Preguiça e das escadarias da Igreja do Rosário foi iniciada pelo ‘Pai Fernando’ (in memoriam), que anualmente é lembrando pelos adeptos de religiões de matriz afro.

“O ritual é uma forma de agradecer a oxalá (Orixá associado à criação do mundo e da espécie humana), a maneira de agradecer a Deus do nosso jeito. O Deus é um só, o que muda é a maneira de louvarmos. Durante a lavagem, também recordamos o ‘Pai Fernando’, que deu início ao ritual”, explica ‘Pai Bobó’, líder de uma casa de candomblé em Penedo.

O Beco da Preguiça


Reza a tradição que o ritual de lavagem iniciou com Dona Mariah, moradora do Rosário. Seu esposo gostava de se divertir durante o carnaval, e ela para não deixar que ele fosse brincar longe, fazia deliciosos quitutes, desta forma, seu esposo e os amigos brincavam do Rosário Estreito e, para que todos comessem em um local limpo e cheiroso, Mariah cuidava do Beco da Preguiça como se fosse a sua casa.



Nenhum comentário: