sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Sacrifícios em ritual revolta Sociedade Protetora dos Animais

A Sociedade Protetora dos Animais denunciou à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) e à Rede de Defesa e Proteção Animal de Curitiba (RDPA) um suposto ritual realizado em uma residência no bairro Tingui, em Curitiba, na noite de ontem. Segundo denúncia, um bode e seis galinhas teriam sido sacrificados.

Segundo informou por meio de nota a Sociedade Protetora dos Animais, as imagens (que você pode conferir acima), já foram enviadas às autoridades competentes para serem anexadas aos processos que já havia sido registrado para averiguação.

“Lembrando que se a prática de religião é protegida por nossa Constituição Federal, os animais também são protegidos de práticas que os submetam a crueldade pela mesma Constituição. Esclarecemos também que religiões como a Umbanda são confundidas com práticas onde há sacrifício de animais, mas a Umbanda não se baseia neste fundamento, não 'utiliza sangue' em seus trabalhos, sendo que muitas vezes prega o vegetarianismo”, esclarece a Sociedade Protetora dos Animais. 

“Além disso, para matar animais é necessário ter estrutura adequada de acordo com a legislação sanitária. Na nossa concepção, o culto de religiões deve promover a prática do bem e da caridade, não se utilizar do sofrimento de seres de qualquer espécie”, completa.





Nenhum comentário: