segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Primeiro-ministro Passos (Portugal) salienta importância da Igreja na coesão nacional - Por Eunice Lourenço


Lisboa (e os políticos) saudaram o novo cardeal. Primeiro-ministro desejou “felicidades” a D. Manuel Clemente na acção e graças pelo cardinalato.

Pedro Passos Coelho quis prestar homenagem a D. Manuel Clemente pela sua nomeação para cardeal e fez questão de estar presente na celebração que decorreu este domingo no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, que considerou ser “um momento de alegria para Lisboa, para Portugal e para todos os portugueses”.

“Sentimo-nos muito honrados com esta elevação a cardeal e não podemos deixar, todos nós, mas eu como chefe do Governo também, de prestar-lhe uma homenagem grande e manifestar-lhe também os votos de um mandato cardinalício com muitas felicidades”, disse o primeiro-ministro em declarações aos jornalistas, à saída dos Jerónimos.


“Julgo que todos os portugueses católicos assim o desejam, mas também todos aqueles que, não sendo católicos, reconhecem a importância do ministério da religião católica em Portugal e do valor que ela também encerra, que é um valor de solidariedade humana que só reforça a nossa coesão e a nossa identidade como país”, acrescentou Passos Coelho, que já tinha saudado D. Manuel tanto quando foi conhecida a sua nomeação como quando foi criado cardeal.



Nenhum comentário: