segunda-feira, 15 de junho de 2015

Dois bispos católicos dos EUA renunciam por escândalo de abuso sexual de crianças – Por Craig Lassig



O papa Francisco aceitou nesta segunda-feira (15/06) a renúncia de dois bispos dos Estados Unidos 10 dias após um promotor norte-americano ter apresentado denúncias criminais contra a diocese deles por não ter protegido crianças de abusos sexuais cometidos por padres.

O arcebispo John Nienstedt, de Saint Paul e Minneapolis, e um de seus vices, o bispo-auxiliar Lee Piche, renunciaram devido às ligações com Curtis Wehmeyer, ex-padre que cumpre pena de cinco anos de prisão após admitir culpa em 2012 por acusações de conduta sexual com dois menores, além de possuir pornografia infantil.

O promotor de Minnesota John Choi apresentou as denúncias contra a arquidiocese em 5 de junho. Centenas de casos civis já foram abertos contra o local por supostamente ter falhado em supervisionar padres ou por ignorar o abuso sexual cometido por membros do clero.

Nienstedt disse em comunicado que estava renunciado porque sua liderança "chamou atenção distante dos bons trabalhos (da Igreja)". "Eu saio com a consciência limpa, sabendo que minha equipe e eu realizamos protocolos sólidos para garantir a proteção de menores e de adultos vulneráveis", disse.




Nenhum comentário: